sexta-feira, 4 de outubro de 2013

FUJAM PARA OS MONTES!!!!


 
 FUJAM PARA OS MONTES...AI DAS GRÁVIDAS...FUGA NÃO NO SHABBAT...

Quando estava na terra com os seus discípulos Yahshuah foi interrogado por eles sobre o seu sinal, como veremos...E estando no monte das oliveiras, chegaram-se a Ele os seus talmidim em particular, dizendo; Dize-nos...que sinal haverá da sua vinda e do olam hazeh= era atual? Matyttiahu 24,1-4.
Ao responder a pergunta dos discípulos, Yahshuah relatou uma série de aspectos concernentes ao seu sinal. Primeiro ele fê-los saber o que iria acontecer ao povo Yahudi=judeu na destruição de Yahshalaym-Jerusalem; e a fuga dos seus seguidores fieis antes da mesma, dizendo...quando virdes Yahshalaym cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua destruição...então os que estiverem no meio da cidade saiam; e os que nos campos, não entrem nela...mas, ai das gravidas e das que amamentam naqueles dias! E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno, nem no Shabbat...Lukas 21,20-22; e Mattytiahu 24,19,20. e refs.
Segundo o historiador flavius Josefo, tudo isso aconteceu ao povo yahud=judeu no ano 70 era atual. Cerca de 37 anos após o relato profetico do Mashiach. O historiador relata que os yahudim=judeus que viviam sob o jugo de Roma, rebelaram-se contra o imperio dos cezars; E no ano 69 Vespasiano general romano sitiou a cidade de Yahshalaym no intuito de a destruir através da fome e sede.
Após 4 meses de cerco à cidade, Vespasiano ficou doente e levantou o seu exercito, voltando a Roma para tratamento médico, mas morreu 3 meses depois. Então seu filho Tito preparou o exercito romano e voltou a cercar Yahshalaym no ano seguinte, destruindo-a totalmente no ano 70 era atual. Os nobres yahudim=judeus que Tito não matou ele levou cativo para Roma; Ficando na cidade e arredores somente os considerados Hebyon=pobres e miseráveis da terra.
Mas, o que aconteceu com os talmidim=discipulos de Yahshuah, aos quais ele havia dito para que fugissem quando a cidade estivesse cercada? E como seria possivel os discipulos sair estando a cidade cercada de exercitos? sendo que o cerco de Yahshalaym foi o sinal dado aos talmidim pelo seu mestre para que se realizassem a fuga? Bem! Segundo Josefo quando Vespasiano desmontou o cerco da cidade no ano 69 era atual, os discipulos de Yahshar Ben
uah entenderam que aquela trégua, era a oportunidade para a fuga. E escaparam para as montanhas todos os discipulos do Mashiach, sem perderem nenhum fio de cabelo de suas cabeças, cumprindo mais um detalhe do sinal do filho do homem...não perecerá um unico fio de cabelo da vossa cabeça...Lukas 21,18.
Eles haviam atendido o conselho de Yahshuah e orado para a fuga deles não acontecer no inverno, pois nessa época caía neve nas montanhas de Ysrael dificultando portanto a sua fuga. Principalmente para as mulheres gravidas e com crianças de peito. E nem no dia de Shabbat quando as 12 portas da cidade estariam fechadas e trancadas, para que ninguem pudesse entrar e ou sair dela.
Não havendo portanto jeito de quem estivesse na cidade sair no Shabbat. Vemos que os seguidores do Mashiach tem sempre atentado para todos os detalhes do sinal do filho do homem em todas as eras, e escapados através dele.




Sabiam que o 1º Templo foi destruído por Nabuzarandam capitão da guarda de Nabucodozor...no dia 10 do 5º mês, mês de Abe=julho-Agosto; "no 10º dia do mês 5º Nabuzarandam cercou Yahshalaym=Jerusalém; E queimou a casa de Yahweh=Templo;...Yahmyahu=Jeremias 52.12,13,14. "E Tito também destruiu e queimou; o 2º Templo no mesmo dia 10 do 5º mês, só que no ano 70 era do mashiach.

 A destruição de jerusalem no ano 70 e c..






Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ir para: navegação, pesquisa

Pedras do lado oeste do Templo da Montanha (Jerusalém) jogados na rua pelos soldados romanos ano 70DC.
Ao longo de sua história, a cidade de Jerusalém foi destruída, total ou parcialmente, em algumas ocasiões, vindo a ser reconstruída, posteriormente. Na Antiguidade, a destruição da cidade ocorreu em 3 momentos.

Índice

 [esconder

Primeira destruição[editar]

A primeira destruição teria ocorrido no Século VI a.C., no ano de 587 a.C., pelos exércitos da Babilônia, comandados pelo rei Nabucodonosor. Tanto as muralhas da cidade quanto o Templo de YHVH (cuja construção era atribuída ao rei Salomão) foram destruídos. O resto da cidade ficou em ruínas durante pouco mais de um século.

Segunda destruição[editar]


Detalhe do Arco de Tito, no Fórum Romano, mostrando as tropas romanas levando os espólios de Jerusalém para Roma.
Com a derrota da Grande Revolta Judaica contra o domínio romano , em 70, Jerusalém foi tomada pelas forças do comandante romano, Tito. Outra vez, as muralhas e o templo de Iahweh (que o rei Herodes, o Grande, ampliara e embelezara, tornando-o portentoso) foram destruídos, e o resto da cidade voltou a ficar em ruínas.1 .

Terceira destruição[editar]

Em 135, o imperador Adriano mandou arrasar a cidade, ao cabo da revolta judaica liderada por Simão bar Kokhba. Sobre os restos de Jerusalém, edificou-se uma cidade helênica (Élia Capitolina) e sobre o monte onde se erguera o santuário de Iahweh, erigiu-se um templo dedicado a Júpiter Capitolino 2
 


Ivonil Ferreira de Carvalho-Jatai-go.