terça-feira, 31 de maio de 2016

O MUNDO ATUAL...TAL COMO SODOMA E GOMORRA...!!!


Homossexualismo,  o grande pecado  que estaria  dominando  o  mundo  na véspera  da volta  de Yahshuah hamashyah...Lucas 17,28-30 yahudah-judas 7  e refs..
Ló  sendo tirado  por  anjos  de Sodoma!!!


Ló  sendo tirado  por  anjos  de Sodoma!!!

"Assim  com  o  foi  nos  dias  de  lóv...porquanto  quando  lóv saiu de de Sodoma yahweh fez  chover  do ceu fogo e enxofre, e  os consumiu  a todos; Assim  será  nos  dias  em que  o  filho  do homem  se  á  de manifestar...Lucas 17,28-30


"Mudaram  a verdade  de yahweh  em mentira,  e honraram mais   a criatura  do que  o Criador,  que é  bendito eternamente...
Pelo que yahweh  os abandonou  às paixões  infames.  Porque ate  as  mulheres  mudaram  o uso natural,  no contrario  à natureza!
E semelhantemente,  também  so varões, deixando  o  uso natural  da  mulher, se inflamaram  em sua sensualidade  uns  para  com  os  outros, varão  com  varão, cometendo  torpeza; e recebendo  em si  mesmos  a recompensa  que convinha  ao  seu erro.
E  como  eles  não se importaram  e ter  o conhecimento  do Eterno  criador,  assim  yahweh  os entregou  a um sentimento perverso, para fazer coisas  que  não convem.  Estando cheios  de toda  a iniquidade, prostituição, malicia, avareza,  maldade , cheios de inveja,  homicídio, contenda, engano,  e malignidade.
...murmuradores  e  aborrecedores  de Yahweh...inventores  de males...nescios, infiéis sem afeto natural, irreconciliáveis,...Os quais  são dignos  de  mortes  por tais  atos contra  ao Eterno Criador  yahweh..Romanos  1,25-32.



Ló e suas  duas filhas fugindo de Sodoma,  ao funda  sua mulher convertida numa estátua  de sal!!
Sodoma e Gomorra (do hebraico סְדוֹם Sodom e עֲמוֹרָה Amorah ) são, de acordo com a Bíblia judaica, duas cidades que teriam sido destruídas por yahweh com fogo e enxofre descido do céu. Segundo o relato bíblico, as cidades e os seus habitantes foram destruídos por yahweh devido a prática de actos imorais. Entretanto, arquelogistas nunca encontraram nenhuma evidência significativa da existência de Sodoma e Gomorra.1
A expressão "Sodoma e Gomorra" se aplica, por extensão, às cinco cidades-estado do Vale de Sidim, no Mar Salgado ou Mar Morto. Eram elas: Sodoma, Gomorra, Admá, Zebolim e Bela (também é chamada de Zoar2 ).
O Vale de Sidim ("Vale dos Campos") era descrito como um lugar paradisíaco.3 Ocupava uma área aproximadamente circular no vale inferior do Mar Salgado, actualmente submerso pelas suas águas salgadas. A região é chamada em hebraico de Kikkár que significa "bacia". A pequena península na margem oriental do Mar Salgado, é chamada em árabe de El-Lisan que significa "a língua". Desde a península de El-Lisan ao extremo sul, se estenderia o Vale de Sidim. O seu fundo registra uma profundidade de 15 a 20 metros, enquanto para norte da península, o fundo desce rapidamente para uma profundidade de 400 metros.


Destruição de  Sodoma  e gomorra!!


A ORIGEM DO HOMOSSEXUALISMO....

...a historia bíblica a mais antiga e fiavel de todas as historias afirma que,
ao humanidade foi destruída por duas vezes no passado, por causa da perversão sexual da raça humana!,,genesis 6,,,lucas 17,25-27 ; judas 7 e refs..
E afirma que será destruída mais uma vez na volta do messias pelo mesmo e nefando pecado!!>>lucas 17,28-29..

O homossexualismo foi instituído pelos anjos caídos, que tomou mulheres filhas de adam=raça humana e gerou os nefilins antes do Divulio...O Eterno yhaweh...destruiu todos os humanos na terra...salvando apenas Noach=Noé e familia ( 8 pessoas) que não era descendentes daquela união energúmena, entre anjos e mulheres filhas dos homens...Genesis 6...judas..6,7..os anjos que haviam humanizados e casados com as filhas dos homens...quando veio o Diluvio de aguas, tomaram novamente seu corpos angelicais e subiram, mas, não foram mais aceitos pelo Criador...2ª kefah=Pedro 2,4,5,6,7.. e refs...

Capítulo 7
1
E aconteceu depois que os filhos dos homens se multiplicaram naqueles dias, nasceram

-
lhe filhas,
elegantes e belas.
2
E quando os anjos,
(3) 
os filhos dos céus, viram
-
nas, enamoraram
-
se delas, dizendo uns para os
outros: Vinde, selecionemos para nós mesmos esposas da progênie dos homens, e geremos filhos.
(3) No texto aramaico lê
-
se "Sentinelas" (J.T. Milik, Aramaic Fragments of Qumran Cav
e 4 [Oxford: Clarendon Press,
1976], p. 167)

444444444444444 - Copia

Como na morte de yahshuah hashatan e seus anjos rebeldes foram derribados do céus para a terra...esses anjos não podendo mais ter corpos humanizados...já que o eterno vedou-lhes esse poder...ficaram na terra fazendo toda essa desordem e perversão sexual existentes...tudo isso incluso homossexualismo... é fruto desses demônios encarnados e ou apossados das pessoas rebeldes!



As três maiores religiões monoteístas do mundo, respectivamente, Judaísmo, Cristianismo e Islamismo sempre interpretaram tradicionalmente o pecado de Sodoma como sendo de natureza homossexual (embora, obviamente, este não tenha sido o seu "único" pecado). Os exemplos abaixo (alguns dos quais já mencionados) ilustrarão isso muito bem:

NO JUDAÍSMO: Filo de Alexandria (20 a.C.-40 d.C.) e Flávio Josefo (37-100 d.C) retratam o pecado de Sodoma como sendo de natureza sexual (homossexualismo). Rashi (Sécs. 11-12 d.C.), um dos maiores exegetas da Bíblia Hebraica, ao comentar Gênesis 19:5, menciona o Midrash Bereshit Rabá (datado aprox. do 3º Séc. d.C.) e afirma que o pecado praticado pelos homens de Sodoma era a "pederastia". No que diz respeito à declaração de Ezequiel 16:50, o texto bíblico, ao dizer que os habitantes de Sodoma praticaram "abominação" (hebr. to'evâ) diante de Deus, pode estar fazendo uma referência velada ao intercurso anal masculino em uma relação homossexual. Além disso, no Pirkei Rabi Eliezer, um texto exegético antigo, escrito, segundo alguns, pelo Rabi Eliezer ben Hyrcanus (80-118 d.C.) é dito que o pecado dos sodomitas era o "mishkav zakhur", ou seja, o coito anal entre homens. (Estas duas últimas informações são encontradas em: LESSER, Joshua, SHNEER, David & PLASKOW, Judith. Torah Queeries: Weekly Commentaries on the Hebrew Bible. New York/London, New York University Press, 2009, p.52).

NO CRISTIANISMO: Agostinho (254-430 d.C.), Ambrósio (340-397 d.C.) e Gregório, o Grande (540-604), entre outros, também interpretam o pecado de Sodoma como sendo de natureza sexual (homossexualismo).

NO ISLAMISMO: Finalmente, o Alcorão (Séc. 7º d.C.), também entende que a prática homossexual é o principal pecado de Sodoma mencionado em Gênesis 19. Dois textos do Alcorão (idênticos), ao tratarem do pecado de Sodoma, dizem o seguinte: "(...) vós vos achegais aos homens, por lascivia, em vez de às mulheres" (Cf. Suratu Al-'a'raf 7:81 e Suratu An-Naml, 27:55). Obs.: Na nota de rodapé da tradução do Alcorão para o português, feita pelo Dr. Helmi Nasr, a primeira referência qurânica citada recebe o seguinte comentário explicativo: "Alusão às práticas homossexuais, disseminadas entre o povo de Lot".

Os Crimes de Sodoma[editar]


Vale de Sidim, a Sul de "El-Lisan", Mar Morto
Segundo a Bíblia, o motivo da destruição das cidades de Sodoma e Gomorra foram a perversidade de seus habitantes e a imoralidade e a desobediência ao Senhor.
Após o retorno de Abraão do Egipto, o relato bíblico menciona que os habitantes de Sodoma eram grandes pecadores contra Deus.4 Porém, isso não impediu uma coexistência pacífica entre os habitantes de Sodoma com o patriarca Abraão, e com o seu sobrinho, .
Alguns escritos judaicos clássicos enfatizam os aspectos de crueldade e falta de hospitabilidade com forasteiros. Uma tradição rabínica, exposta na Mishnah, afirma que os pecados de Sodoma estavam relacionados à ganância e ao apego excessivo à propriedade, e que são interpretados como sinais de falta de compaixão. Alguns textos rabínicos acusam os sodomitas de serem blasfemos e sanguinários. Outra tradição rabínica indica que Sodoma e Gomorra tratavam os visitantes de forma sádica. Um dos crimes cometidos contra os forasteiros é quase idêntico ao de Procusto, na mitologia grega, dizendo respeito à "cama de Sodoma" (midat sdom) na qual os visitantes eram obrigados a dormir. Se os hóspedes fossem mais altos, eram amputados, se eram mais baixos, eram esticados até atingirem o comprimento da cama.

A Destruição das Cidades[editar]

Segundo o livro de Gênesis, dois anjos de yahweh dizem a Abraão que "o clamor de Sodoma e Gomorra se têm multiplicado, e porquanto o seu pecado se têm agravado muito". Abraão então intercede consecutivas vezes pelo povo sodomita, e yahweh ao final lhe responde que, se houvesse em Sodoma dez justos na cidade, ela não seria destruída.5
Nesse mesmo dia, os dois anjos que visitaram Abraão descem à cidade e são hospedados na casa de Ló.6 Antes de se deitarem, os homens da cidade cercaram a casa de Ló para terem relações sexuais com seus dois hóspedes. Ló então sai na defesa dos anjos,7 oferecendo suas filhas virgens para saciar o desejo da multidão.
Ferindo com cegueira os homens que estavam junto á porta da casa de Ló, os anjos retiram o patriarca e sua família da cidade e lhes dá a ordem de seguirem sempre em direção das montanhas sem olharem para trás, pois se olhasse para trás se transformariam em estatuas e pedra. A mulher de ló desobedeceu a ordem dada pelos anjos e olhou para trás e foi transformada em estatua de pedra. Então, de acordo com Gênesis, inicia-se a destruição de Sodoma e de toda a planície daquela região.
Em 2008 o "Planisfério" descoberto por Henry Layard em meados do século XIX, foi analisado pelos pesquisadores Alan Bond, da empresa Reaction Engines e Mark Hempsell, da Universidade de Bristol, e eles descobriram que a placa foi escrita por um astrônomo sumério onde os relatos datavam da noite do dia 29 de junho de 3123 a.C. no calendário Juliano.
Os pesquisadores afirmam que metade da placa contém informações sobre posições planetárias e de nuvens e a outra metade é uma observação de um asteroide com dimensões maiores de 1 quilômetro.
Segundo Mark Hempsell, de acordo com o tamanho e rota descritos, há a possibilidade deste asteroide ter se chocado contra os Alpes austríacos, região de Köfels. Não houve cratera que pudesse evidenciar explosão, pelo fato deste ter voado próximo ao chão, deixando um rastro de destruição causados pela onda supersônica. Seu rastro teria gerado uma bola de fogo com temperaturas próximas a 400°C, e devastado aproximadamente uma área de 1 milhão de quilômetros quadrados.
Hempsell sugere que a nuvem de fumaça consequente da explosão do asteroide atingiu o monte Sinai, algumas regiões do oriente médio e o norte do Egito, vitimando diversas pessoas. A escala de devastação se assemelha com o relatado no antigo testamento na destruição das cidades de Sodoma e Gomorra.

Ligações externas[editar]

Referências

  1. Jump up  The Palace of King David (Or Not) (em inglês)Slate (15 de janeiro de 2008). Página visitada em 22 de agosto de 2011. "Archaeologists have discovered no significant evidence for Noah's flood, Sodom and Gomorrah, Abraham, Isaac, or Jacob. They don't believe Jews were enslaved in Egypt, wandered in the desert, or conquered the Promised Land. Plenty of evidence has survived about later parts of the Hebrew Bible—the cut-rate monarchs and latecomer generals in the books of Kings—but the great Bible heroes remain stuck in the world of myth.)"
  2. Jump up  Gênesis 14:2
  3. Jump up  Gênesis 13:10
  4. Jump up  Génesis 13:13
  5. Jump up  Gênesis 18:20-33
  6. Jump up  19:1-3
  7. Jump up  19:4-9

    Ivonil  Ferreira  de Carvalho

segunda-feira, 30 de maio de 2016

"NÃO PODER COMPRAR OU VENDER"REVELAÇÃO 13;17.

"NÃO PODER COMPRAR OU VENDER"

                                                   


Por conseguinte...decretamos que os albigenses e valdenses e os que os sustentam, dando-lhes apoio, estão sob pena de anátema, que alguém ouse abriga-los em sua casa ou em seu país, de ajuda-los ou ter qualquer negocio com eles...não comprar e não vender...(doc-igreja  cristã-Cap-27, mansi XXII,231; Dizinger, nº 401.) O papa Inocêncio III deu inicio em 1208 à cruzada contra os albigenses, mas, não conseguiu extirpar a heresia; em 1220 a inquisição papal foi confiada aos frades e imposta às cortes episcopais.

Os hereges convictos devem ser entregues a seus superiores seculares, ou a seus agentes para o devido castigo. Se forem clérigos, primeiramente devem ser destituídos. Os bens dos leigos serão confiscados; os dos clérigos serão aplicados nas igrejas.

...Se um senhor temporal negligenciar em cumprir o pedido da Igreja de purificar sua terra da contaminação da heresia, será excomungado pelo metropolitano e pelos outros bispos da província.

Se deixa desse emendar dentro de um ano. O fato deve ser comunicado ao sumo pontífice-papa-que declarará seus vassalos livres do juramento de fidelidade e oferecerá suas terras aos católicos cristãos. Esses exterminarão os hereges, e serão donos da terra sem discussão, e a preservarão na verdadeira fé.(documentos  da Igreja cristã-henry bentenson   pg 180)
 A  grande tribulação de 1260 n santa-inquisição...já houve proibição de comprar e vender para os chamados hereges vejam!!!



RASTROS  TERRIVEIS  DA BESTA  666  NO BRASIL.



No  Brasil  ela-inquisição- nunca  instalou  um  tribunal    permanente,  mas  a sua  ação  se  exerceu  através  de visitadores,  Heitor  furtado  de Mendonça   entre 1591-1595.  E  marcos  Teixeira  entre 1618-19. Ou  de bispos  a quem  eram delegado  poderes  para   efetuar  prisões,  confiscar  bens,  e enviar  para Lisboa  os prisioneiros   para  serem  julgados.  A  Bahia  foi  o  palco  das  inquirições  mais  intensas;  De 1591  a 1624  foram  processados  ali,  245  pessoas  acusadas  de judaísmo.  Em 1646  mais  100  condenações  foram  feitas.  E  no  auto-de fé  em 1771,  52  brasileiros  foram “justiçados” O  último brasileiro  condenado   à  morte  pela  “santa inquisição”,  morreu  no  auto-de fé de 1748; Almanaque  Abril  Cultural  de 1983 pg 617.
Um  dos  casos  mais  celebre  sobre hereges  no Brasil, foi o  de Ana Costa Arruda, era  natural de  Olinda Pernambuco. Ana  foi acusada  no segundo  dia  de Janeiro  de  1599, por sua  tia Beatriz  Fernandes, que  sob tortura  a denunciou  de praticar  heresia.  Em16-12-1599, Ana é encarcerada  em Lisboa  com  24  anos de idade.  Subiu  ao primeiro  interrogatório  em 7-4-1600.

E  saiu  no auto-de-fè  celebrado   na Ribeira, em Lisboa   no Domingo  dia 3-8-1603, e foi  c ondenada a  se  retratar  da acusação e depois  encarcerada  nas  Escolas  Gerais,  para  submeter-se, à  doutrinação.  Em 6-9-1603.  Não  se  sabe  se Ana  voltou  ao brasil.
O descobrimento do Brasil em 1500 veio a ensejar uma nova oportunidade para esse povo sofrido. Já em 1503 milhares de “cristãos-novos” vieram para o Brasil auxiliar na colonização. Em 1531, Portugal obteve de Roma a indicação de um Inquisidor Oficial para o Reino, e em 1540, Lisboa promulgou seu primeiro Auto-de-fé. Daí em diante o Brasil passou a ser terra de exílio, para onde eram transportados todos os réus de crimes comuns, bem como judaizantes, ou seja, aqueles que se diziam aparentemente cristãos-novos, porém, continuavam em secreto a professar a fé judaica. E é nesses judaizantes portugueses que vieram para o Brasil nessa época que queremos concentrar nossa atenção.

De uma simples terra de exílio a situação evoluiu e o Brasil passou a ser visto como colônia. Em 1591 um oficial da Inquisição era designado para a Bahia, então capital do Brasil. Não demorou muito, já em 1624, a Santa Inquisição de Lisboa processava pela primeira vez contra 25 judaizantes brasileiros (os nomes abaixo foram extraídos dos arquivos da Inquisição da Torre do Tombo, em Lisboa).
OS 25 ACUSADOS

Alcoforada, Ana 11618
Antunes, Heitor 4309
Antunes, Beatriz 1276
Costa, Ana da 11116
Dias, Manoel Espinosa 3508
Duarte, Paula 3299
Gonçalves, Diogo Laso 1273
Favella, Catarina 2304
Fernandes, Beatriz 4580
Lopes, Diogo 4503
Franco, Lopes Matheus 3504
Lopes, Guiomar 1273
Maia, Salvador da 3216
Mendes, Henrique 4305
Miranda, Antônio de 5002
Nunes, João 12464
Rois, Ana 12142
Souza, João Pereira de 16902
Teixeira, Bento 5206
Teixeira, Diogo 5724
Souza, Beatriz de 4273
Souza, João Pereira de 16902
Souza, Jorge de 2552
Ulhoa, André Lopes 5391

Os nomes dos judaizantes e os números dos seus respectivos dossiês foram extraídos do Livro: “Os Judeus no Brasil Colonial” de Arnold Wiznitzer – página 35 – Pioneira Editora da Universidade de São Paulo:

Clique para fechar
    "instrumentos  de tortura na "santa-inquisição" 
Padre anchieta  enforcou   joão bolés

 Frei Damião,padre Cicero e José de Anchieta, todos matavam em nome de Deus,eram religiosos que assassinavam e torturava quem fosse contra a Igreja católica cristã, ou tivesse outra fé ou fosse judeu.Toda e qualquer pessoa que não fosse cristão, ou fosse contra o catolicismo era morto e queimado..por religiosos que achavam que estavam prestrando um serviço a Deus.Conforme havia dito o proprio Yahshuah;Muito  foram arrastados pelas ruas  e  mortos, havendo um verdadeiro banho de sangue, por pessoas religiosas que cuidavam estar prestrando um serviço a Deus.  Nenhuma  instituição  matou mais pessoas que questionvam seus ensinos,que a igreja católica cristã em 1200anos!!!




Qual nome do missionário francês que o "santo" José de Anchieta enforcou com as próprias mãos em 1567, no Rio?
1-) JEAN  JACQUES LE BALLEUR


OU




2-) JOÃO BOLLÉS


????




DE ACORDO COM O LIVRO ROY DEL'AMERIQUE, pp. 170-171, de 1897,



E AINDA EM CONSONÃNCIA COM O LIVRO "O SANTO QUE ANCHIETA MATOU" DO EX-PADRE ANÍBAL PEREIRA DOS REIS:



"E porque o carrasco, talvez condoído, sem coragem de apressar a morte da vítima inocente - ele mesmo, José de Anchieta," no dizer o católico Arthur Heullard, "acaba de matá-lo, dizendo, ufano, ao carrasco acovardado: Eis aí como se mata um homem!"


SE ALGUÉM TIVER ESTÕMAGO PARA LER O JURAMENTO DOS JESUÍTAS, VERÁ QUE ANCHIETA, ESTAVA APENAS NO EXERCÍCIO DA PROFISSÃO!!!
Jean Jacques Le Balleur ou João de Bolés, alfaiate huguenote, nascido na França em data incerta e educado em Genebra. Em 1557 foi enviado, junto com outros cinco missionários, por Jean Calvino para ministrar os franceses da expedição de Villegaignon ao Brasil, a França Antártica.

Ministro calvinista, celebrou o primeiro culto evangélico do Brasil em 10 de Março de 1557, e no dia 21 celebraria a primeira Santa Ceia.


"Papa Nicolou  V autoriza a tomar  bens dos hereges e  a proibição total  de  eles   fazerem qualquer negocio"

Villegagnon abjurou a fé Calvinista e retornou ao catolicismo e começou a perseguir os missionários, que em 4 de janeiro de 1558 tentam fugir em um navio velho, cuja má condição os obriga a retornar ao Rio de Janeiro.
Villegaignon obrigou os ministros a responderem um formulário sobre suas crenças, gerando a Confissão de Fé de Guanabara, a primeira do gênero das Américas, em seguida condenou-os a morte.
Jacques Le Balleur conseguiu fugir para o continente e vandeou até São Vicente, sendo poupado de ser devorado pelos índios por estar com um livro, que os Tupinambás pensaram ser a tão esperada e prometida Bíblia, que era tida como um amuleto. Tratava-se de uma peça de Rabelais.
Em São Vicente os jesuítas forçaram a Câmara para prendê-lo em 1559. Foi torturado para dar informações estratégicas do Forte Coligny. Levado a Salvador, onde Mem de Sá concordou em condená-lo por ser seguidor da fé protestante.
Em 1567 foi levado ao Rio de Janeiro, onde seria executado, mas o carrasco recusou a matá-lo. E em 9 de fevereiro de 1558, o Padre José de Anchieta estrangulou-o.

"A inquisição atuou no Brasil por quase três séculos"
A capital baiana e outras cidades receberam os visitadores com procissões (ilustração: Kléber Sales)
Órfãs2
Pouca gente sabe, mas o Brasil também viveu a sua Inquisição. No século XVI, a cruel e sangrenta perseguição da Igreja Católica aos judeus, bígamos, bruxos e hereges, que varria Portugal, chegou ao Brasil Colônia. O episódio será contado no longa metragem “As Órfãs da Rainha”, de Elza Cataldo (“Vinho de Rosas”), que será adaptado para minissérie no canal GNT. Nesta fase de preparação para o filme, o Midrash Centro Cultural – Rua General Venâncio Flores, 184, Leblon – realizará uma leitura dramatizada do roteiro, na próxima quarta-feira, dia 11, às 20h30m, entrada gratuita, com a presença do rabino Nilton Bonder e a participação dos atores Clarice Niskier, Inês Peixoto, Teuda Bara, Eduardo Moreira, Gillray Coutinho e Bruna Bressani, além da produtora artística Isabel Gouvêa.
De 1579, quando se nomeou o primeiro comissário do Santo Ofício no Brasil, até 1821, ano em que a Inquisição foi extinta em Portugal, foram realizados 500 processos contra brasileiros e aqui residentes. Dentre os réus estavam judaizantes-novos, bígamos, blasfemos, praticantes de bruxaria e de condutas sexuais contrárias aos cânones da Igreja Católica. Da Bahia, a Inquisição se estendeu para Pernambuco, Paraíba, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
A leitura de “As Órfãs da Rainha” mostrará um pouco da abordagem do filme/série, que trata da chegada da Inquisição no Brasil no final do século XVI. Três irmãs judias, criadas na corte de Portugal como católicas sob a proteção da Rainha, são enviadas ao Brasil para casar e povoar a colônia. Através da trajetória das três órfãs fica evidente que o mais cruel da chegada da Inquisição foi minar as relações afetivas, familiares e comerciais existentes, então, no Brasil. Instalando a intolerância percebida até os dias atuais.
Leonor, Brites e Mécia são denunciadas por seus hábitos domésticos, impregnados de indícios da religião judaica permanecendo unidas diante de traições entre familiares, vizinhos e amigos. Mas o sentimento de fraternidade é colocado à prova diante da ameaça de punições severas. Com a descoberta da origem judaica, cada uma das irmãs reage de forma diferente, mas igualmente dramática. Segundo a diretora Elza Cataldo, a idéia de resgatar a história da Inquisição serve de alerta para as formas de discriminação do presente. Mais detalhes no site da itmix.art


Inquisição tropical: estudo derruba ideia de que perseguição foi pequena no Brasil

Guia  do Estudante-Aventuras na História

A história da inquisição no Brasil  Entre os séculos 16 e 18, a Inquisição investigou a Colônia. Prendeu mais de mil pessoas e mandou 29 para a fogueira. Seu maior alvo foram os cristãos-novos
"Arrependo-me e peço perdão porque pequei. "Pela primeira vez em dois anos de martírio, Guiomar Nunes disse o que os inquisidores queriam ouvir. A multidão reunida na praça do Comércio, em Lisboa, na tarde de 17 de junho de 1731, gritava contra os hereges, enfileirados diante de um palanque, onde se encontravam autoridades políticas e religiosas. Diante de 3 mil pessoas eufóricas, um a um, os sete réus foram chamados à contrição uma última vez. Acusada de judaísmo, a pernambucana entre eles resistiu muito antes de confessar. Enfrentara interrogatórios duríssimos na prisão. Suas palavras derradeiras, porém, não bastaram para o Tribunal do Santo Ofício. O inquisidor se ajoelhou no tablado montado para a ocasião e, enquanto os auxiliares retiravam-lhe a capa e o barrete, os condenados eram aspergidos com água benta. Em seguida, receberam suas sentenças. Aos 47 anos, Guiomar foi garroteada - estrangulada com uma espécie de torniquete -, e seu corpo, consumido no meio da praça por chamas de até 6 m de altura. Ao pedir perdão, conseguiu evitar que fosse queimada viva. Do outro lado do Atlântico, no Engenho de Santo André (na atual Paraíba), o vendedor de latas Luís Nunes de Fonseca acabara de se tornar viúvo, com oito filhos do casal para criar.


Guiomar morreu em Portugal porque o Brasil não torturou ou fez arder seus hereges em fogueiras. Mas ela foi delatada e presa em um processo iniciado por aqui. E não foi a única. Por mais de 200 anos, a Inquisição católica atuou nas terras da América portuguesa. Estimulou delações e criou um clima de terror nas principais cidades por meio dos temidos visitadores e de auxiliares locais, integrantes do clero. Prendeu e enviou para a Europa pessoas que dificilmente voltavam à terra natal. Quem não foi condenado ao degredo e perdeu todos os bens acabou, como se dizia na época, purificado pelo fogo. A exemplo de Guiomar e dos outros condenados queimados com ela, que nem sequer puderam ser enterrados, suas cinzas foram espalhadas ao vento.

Tese de doutorado revela que Santo Ofício criou ‘elite’ de delatores









Fotomontagem. Edital que ficava afixado nas igrejas para incitar denúncias contra os que eram considerados hereges se mistura às imagens do Brasil da época
Foto: Editoria de arte
Fotomontagem. Edital que ficava afixado nas igrejas para incitar denúncias contra os que eram considerados hereges se mistura às imagens do Brasil da época - Editoria de arte
Aldair Carlos Rodrigues.

Em sua premiada tese de doutorado na Universidade de São Paulo (USP), intitulada “Poder eclesiástico e Inquisição no século XVIII luso-brasileiro: agentes, carreiras e mecanismos de promoção social”, Rodrigues revela um lado menos conhecido da Inquisição: o dos brasileiros que queriam trabalhar para o Santo Ofício. E mostra que, diferentemente do que muitos livros didáticos ensinam, a Inquisição esteve, sim, muito presente no Brasil.
- A Inquisição foi muito importante para a formação da elite colonial no Brasil. Os novos ricos pressionavam para entrar na Inquisição, pois era uma forma de ascender socialmente - diz Rodrigues, cuja tese recebeu os prêmios Capes 2013 e Grande Prêmio Capes Tese Darcy Ribeiro, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação.

Atestado de “sangue puro"
Ter um cargo na Inquisição significava ter um dos atributos mais desejados na época: um atestado de que seu sangue era “puro”, ou seja, que a pessoa não pertencia a raças consideradas “infectas” pelo Santo Ofício, como judeus (inclusive os recém-convertidos), muçulmanos, negros e indígenas.
A perseguição da Inquisição na Península Ibérica a pessoas de outras religiões tem relação com a ocupação histórica da região. Em Portugal, a Inquisição foi estabelecida em 1536 e na Espanha no final do século XV, num contexto em que a Península Ibérica, durante boa parte da Idade Média, foi ocupada pela população islâmica, oriunda do Norte da África e do Oriente Médio. Também havia no local muitos judeus, devido à diáspora judaica.
No final da Idade Média, os Estados foram criados profundamente identificados com a fé cristã, expulsando a população islâmica. O judaísmo também passou a ser considerado um grande “problema” na Península Ibérica. Muitos judeus foram expulsos da Espanha e de Portugal. Outros foram convertidos à força ao catolicismo: eram os chamados “cristãos-novos”. Mas mesmo quem se convertia era considerado suspeito de praticar o judaísmo em segredo.
- A “limpeza de sangue” começa a ser uma questão de honra nessa sociedade, num contexto de ortodoxia (da fé católica) e da eliminação do islamismo e do judaísmo. Os Estatutos de Limpeza de Sangue, em todas as instituições, principalmente as que tinham maior prestígio, impediam a entrada de descendentes de judeus, muçulmanos e mulatos - conta Rodrigues.
Antes de permitir que civis integrassem seus quadros, o Santo Ofício fazia uma grande investigação sobre o passado do candidato ao cargo de “familiar”, que durava entre um e seis anos em sua maioria. Eram ouvidas testemunhas e analisados documentos até de gerações anteriores dos candidatos. Tanto rigor na apuração fazia com que a sociedade não ousasse questionar a “limpeza de sangue” dos quadros da Inquisição. Os próprios civis pagavam os processos, que eram caros.


- Através dos “familiares” é que a Inquisição se enraizou no Brasil. A sociedade da época aderiu à Inquisição - afirma Rodrigues.

Segundo o pesquisador, uma vez empossados no cargo de familiar, os “familiares” recebiam uma medalha para provar sua função, que eles usavam todos os dias (apesar de isso não ser o recomendado).
- Havia vários “familiares” corruptos. Alguns prendiam pessoas sem que a Inquisição tivesse ordenado ou usavam seus cargos para perseguir inimigos e suas famílias - revela
Rodrigues conta ainda que os “familiares” recebiam um pequeno salário por dia de trabalho, de valor inexpressivo, mas além do status, tinham vários outros benefícios: ganhavam direito a foro privilegiado para crimes como agressões físicas e não pagamento de dívidas, podiam usar armas de defesa e de ataque e roupas especiais e eram isentos de alguns impostos.
Os “familiares” ajudavam os funcionários eclesiásticos do Santo Ofício - os chamados comissários, que chegavam a 198 no século XVIII no Brasil. Além de prenderem acusados de delitos pela Inquisição, eram os “familiares” que, quando algum civil se candidatava a um cargo no Santo Ofício, ouviam testemunhas e os próprios candidatos n

o processo


Ação sob o controle de Portugal

A pesquisa de Rodrigues, que será publicada em forma de livro em fevereiro, mostra que, de Portugal, a Inquisição tinha total controle sobre os suspeitos de delitos e o trabalho de seus funcionários no Brasil: a troca de correspondência era intensa. Da Europa, o Santo Ofício sabia até sobre os comunicados que eram pendurados nas portas das igrejas brasileiras.


Segundo a professora Anita Waingort Novinsky, do Departamento de História da USP, nos 300 anos de atuação da Inquisição no Brasil a instituição prendeu mais de mil pessoas. Como não havia tribunal do Santo Ofício no país, elas eram levadas para serem julgadas em Portugal.


- A Inquisição matou e queimou 21 brasileiros. Alguns eram estrangulados e depois queimados. Nos casos mais severos, eles eram queimados vivos. De oito pessoas que foram condenadas mas não foram encontradas, o Santo Ofício fez bonecos de pano, que foram queimados - lembra Anita.


A professora conta que os condenados que não eram mortos perdiam os seus bens (tomados pela Inquisição e muitas vezes pelos próprios “familiares”) e tinham a família amaldiçoada.


Homens com dinheiro eram reduzidos à miséria e acabavam mendigando. Miguel Teles da Costa, que era capitão-mor de Paraty, Itanhaém e Ilha Grande, ou seja, era dono dessas terras, acabou mendigando - relata a historiadora.


Na opinião de Anita e Rodrigues, os livros didáticos brasileiros deveriam ser alterados, para eliminar a falsa ideia de que a Inquisição praticamente não esteve presente no Brasil.


- Como é que pode estar correta uma História do Brasil que omite um dos fenômenos mais fortes que existiu na vida econômica, politica e cultural do pais? A santa-inquisição-afirma Anita!



Ivonil  ferreira  de Carvalho


sexta-feira, 27 de maio de 2016

"A 2ª VINDA DO MASHIACH-ARREBATAMENTO DA IGREJA"

"A 2ª VINDA DO MASHIACH-ARREBATAMENTO DA IGREJA"



...nosso amado irmão  Shaul=Paulo...escreveu segundo a sabedoria  que Yahweh  lhe  deu...em  suas  cartas, entre  as  quais há pontos  difíceis de entender,  que  os  indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as demais Escrituras, para a sua própria  perdição. Vós,  portanto, amados, sabendo  isso de antemão,  guardai-vos de que  pelo engano  dos  homens abomináveis sejais juntamente “ARREBATADOS” ...do favor imerecido; 2ª Kefah=Pedro 3,15-17. e refs.
Esse é  portanto  o  arrebatamento  no  qual  as igrejas  foram arrebatadas  da  Tiferet(graça;)  caindo  na  mornidão laodiceiana, pelas  doutrinas  da  mãe Babilônia.
ao  povo  de laodiceia escreve...conheço  as  suas  obras,  nem és  quente  e nem frio; oxalá  fora  frio  ou  quente! Assim  porque és  morno...vomitar-ti-ei  da  minha  boca; Hizayom=Apocalipse 3,14-16.
E falando  sobre a sheni biat  Mashyah=segunda  vinda  do Mashyah Shaul=Paulo escreveu...Ora  irmãos,  rogo-vos, pela vinda de  nosso Adonai yahshuah hamashiach, e a nossa reunião  com  ele...ninguém de maneira alguma  vos  engane; porque  não  será  assim sem  que  antes  venha a apostasia, e se manifeste  o  homem  do pecado  o filho  da perdição, 2ª Tess, 2,1-3. e refs.
O Apostolo relata  aqui  que  essa doutrina  de nossa reunião com  o  Mashyah antes  da apostasia,   e do surgimento  do   homem  do pecado e filho da perdição. É um  engano!  E  deve ser repelida veementemente  pelos  servos  de Yahshuah.
È incrível que a passagem  que  tomam  como  base do arrebatamento  antes  da apostasia, é exatamente  onde  está  explicado  em detalhes, sobre a  vinda  do Mashyah e a nossa reunião  com ELE,  depois  da dita apostasia!
Vamos  ver o  relato  do mesmo Apostolo...Não  quero,  porem,  irmãos que  sejais” ignorantes”acerca  dos  que  dormem...porque  se cremos que yahshuah  morreu  e ressuscitou,  assim também aos  que em yahshuah dormem,  Yah os  tornará a trazer  com  ele. Dizemos-vos, pois, isto pela  palavra de yahweh,  que  nós, os que  ficarmos  vivos  para a vinda  do mashiach,  não precederemos os  que  dormem.
Porque  o  mesmo Mashyah  descerá  do  céu com  alarido, e com                 voz  de Arcanjo, e com a trombeta de Yahveh;  e os mortos no Mashyah ressuscitarão  primeiro. Depois  os  vivos serão elevados  juntamente  com  eles...a  encontrar  o Adonai Yahshuah hamashiach  nos  ares, e estaremos sempre  com Ele. 1ª Tess, 2,13-17.    Porventura  não  será  no  dia  da ressurreição  e  transformação  da  vida,  na  vinda  de Yahshuah que  reuniremos  com  Ele?   As  Escrituras  não  falam  em  outra  vinda  do Mashyah
Não  existem  passagens  bíblicas  mostrando  arrebatamento  secreto  da  igreja.  Yahshuah  e  seus  Talmidim=discípulos  falaram  e ficou  escrito  em  toda  a B´ryt hadashah=n, testamento,  a sheni  biat  Mashyah=a volta  do  Mashyah.
Há  confusão  está em  não...examinar, as  escrituras...Ninguém  melhor  do  que  Yahshuah  para  nos  instruir a  respeito  de  sua  volta;  Vejamos  o  que  Ele nos relata;  ao ser  interrogado  pelos  seus  discípulos  quando  seria  a sua  vinda e o modo como ele  virá.  Yahshuah  disse-lhes...então  aparecerá  no  céu  o  sinal  do   filho  do  homem  e todas  as  nações  da terra  se lamentarão,  e  verão,  o filho do  homem vindo  sobre  as  nuvens...com poder e grande  gloria...e  ele  enviará  seus  anjos os  quais ajuntarão  seus  escolhidos=salvos de  todas  as  nações=dos  quatros  cantos da  terra...como o relâmpago  saindo  do  oriente  ilumina  até  ao ocidente...assim  será  a  vinda  do  filho  do homem...eis  que  vem  com as  nuvens  e todo  o  olho  o  verá...não  são    os  olhos  da  fe´ já...que quando  vier  o  filho  do  homem encontrará fé  na terra?. mateus 24, apocalipse 1,7.  Lukas 18,8.e refs.


"eis que vem  com as nuvens  e todo  o olho  o verá

"Observa-se,  que  Yahshuah declarou  a maneira  de  sua vinda  bem  clara, não  à  como não  entender;  todos vão  ver sem  exceção, desde  o  crente  mais  fiel  até  ao ateu  mais  incrédulo.   Entretanto coube  ao Apostolo paulo  relatar em detalhes minuciosos,   todos  os aspectos da 2ª vinda  do Mashyah.
1º  Nesta  época vai  haver uma  ressurreição  chamada...a ressurreição  da  vida  joão 5,29  e  refs...de  todos  os  salvos  que           estiverem  mortos   no Mashyah.
 2º  Como  será feita  essa  ressurreição;  a...trombeta  soará  e os  mortos  em Yahshuah  ressuscitarão...2ª   Tess, 4,13-17.
  Os  mortos  no  Mashyah serão ressuscitados em  corpos  imortais...semeia-se  o  corpo em  corrupção, ressuscitará  em  glória 1ª  cor 15,42-44.
    Os  vivos  serão  transformados  igualmente  em  corpos  gloriosos  e imortais...nos  os vivos  na  vinda  do  Mashyah não   precederemos  aos  mortos;  a trombeta a soará...e  nos os vivos  seremos  transformados...num  momento  num abrir  e ficar  de  olhos...pois  convém  que  o  que  é  mortal  se revista  da  imortalidade. 2ª tess, e  1ª  Cor,15.


"houve batalha no ceu, e o Dragão foi precipitado na terra"


5º    Paulo explica  como  seremos  ressuscitados  e ou  transformados na  vinda  do  Mashyah; Ele  não  está de modo  nenhum  dizendo  que  haverá  um arrebatamento.
Aliás  as  bíblias  hebraicas   na  passagem...seremos arrebatados  diz,  seremos elevados, e ou  tirados  do  nosso estado  de  mortal  para  o  imortal  só  isso, simples  não?. 
Yashuah disse  que...a  ceifa é  o  fim  do  mundo...e  kefah=pedro  relatou...na  vinda  do Mashiach...os céus  passarão  com  grande  estrondo, e a terra  e as  obras  que  nela  à  se  queimarão....Mattytiah=Mateus 13,39-41. 2ª  Kefah=Pedro  3,9-11.  Sendo  destruídos  todos    os  ímpios  e pecadores  impenitentes  na  vinda  do  Mashyah.   Yachonam=joão  escreve  que  viu...um  anjo descer   do  céu  e  tinha...uma grande  cadeia  na  sua  mão; E  Ele  prendeu...O diabo e Satanás...e  amarrou-o  por mil anos; Hyzayon=Apocalipse 20,1-3.

"satanás preso durante o milenio"

Referindo-se  à  uma  cadeia  circunstancial,  pelo  fato  de  não  haver a quem  ele  tentar;  visto  não  existir  nenhum vivente  sobre  a face  da  Terra durantes  os  mil    anos.  Então  hashatan=Diabo  estará   preso  na  Terra  solitária  sem  nenhum  campo de  ação. Já  que  Ele  foi  derribado  do  céu  pela  a  ação da  morte  e ressurreição  do  Mashyah;  Hyzayon=Apocalipse  12.     De  lá  para  cá  o  Diabo  tem  concentrado  todas  as  suas  forças  nos  reinos  da  Terra.  Formando  aquí  o  seu  império  maligno...O   mundo  jaz  no maligno...satanás é  o  deus  deste  século...afirmam  As  Escrituras.
No  entanto  como  todos  os  humanos  desapareceram da Terra  na  vinda  do  Mashiach,  no  final  do  olam  hazeh.  Satanás  estará  preso  na  Terra  deserta  durante  o  milênio.  Cumprindo  a sentença  a  ele  aplicada...Eis  que  EU "Yahveh" estou   contra  ti ô  Gogue=hashatan-E  ti  farei  voltear,  e  te  porei  seis  anzois=6  mil   anos-E  tirarei  o  teu  arco  da  tua  esquerda  e  farei  cair  as  tuas   frechas  da   mão direita; Ezekyahu=Ezequiel. 39,2,3.     Isto porque  Ele  ficará  completamente  desarmado,  e  durante  o  milênio  estará  só,  contemplando  os  terríveis  estragos  na  Terra  e  seus  habitantes;  causado pelo  sua  rebeldia  contra  Yahveh  o  Eterno  Criador.
A  Terra estará  portanto,  assolada  e vazia  e  ele   como   um  sentinela   solitário,  estará  vagando  sobre a  Terra  caótica.  Para   cumprir  o  que   foi  decretado  sobre  ele  pelo  Eterno  Yahveh...prepara-ti,  sim  dispôem-ti-tu  e  todas  as  suas  congregações  que  se uniram a  ti,  e  serve-lhes   tu  de  guarda;  Ezekyahu=Ezequiel 38,7.  Portanto  no milênio  os  santos  estarão   com   o Mashyah  no  reino  da sua  glória...e  viveram  e  reinaram  com  o  Mashyah  mil  anos.
Julgando  os    pecadores  mortos,   pelas  coisas  escritas  nos  livros  segundo  as  suas  obras.  Hyzayon=Apocalipse 20,4-15.  Em  visão  Yachonam  viu...tronos  e assentaram  sobre  eles...os  santos...e  foi-lhes  dado  o poder  de  julgar...já  que  os  santos  hão  de  julgar  o  mundo...1ª Cor,6,2.  e refs. As  Escrituras  mostram  que  acabados  os  mil  anos...Satanás=hashatan  será  solto  de  sua  prisão; Hyzayon=Apocalipse  20,7.
E  de  que maneira  será o  Diabo  solto  ao  findar  o  milênio?  Ora!  pelos  simples fato  de  que  os   ímpios  mortos  ressuscitarão  na  última  ressurreição...\a  ressurreição da  condenação; Yachonam=João 5,29.  Jà  que  estes...mortos  não  reviveram  até  que  os  mil  anos  acabaram, vrs 7.   Cumprindo  a profecia  indicada  a  ele  que  diz...depois  de  muitos  dias-mil  anos- serás  visitado; Ezekyah=Ezequiel 38,8.
E  então  ele  sairá a  enganar as  nações  ressuscitadas,  dizendo  ser  ele  o  autor  da  ressurreição   deles;  Para  tentar  ajuntá-los  em  batalha...naquele  dia  ele  terá  imaginações  no  seu  coração, e  conceberá  um  mau   designo  e  dirá;  subirei  contra  a  terra-renovada-das  aldeias  não  muradas;  virei  contra  os-santos-que  estão  em repouso...todos  eles  habitam sem  muro,  e  não tem  ferrolho  e nem  portas;  Ezekyahu=Ezequiel 38,10,11.
A     palavra  profética  diz  mais  que...no  fim dos-mil  anos-hashatan=satanás  virá a  terra-povo-que  se  retirou  da  espada  e  que  veio  dentre   muitas  nações...e  que  sempre  serviram  de  assolação - ao  diabo e  seus  seguidores- mas, aquela  terra  foi  tirada   dentre  os  povos;  e todos    eles  habitarão  seguramente...Yaweh  será  para  seu   povo  um   muro  de  fogo  em  redor;  Ezekyahu=Ezequiel,38,8.  Zakharyah 2,5.
Ao  contemplar  a Nova  Yahshalaym  descendo  do  céu  para a  terra  renovada,  o  arraial  dos  santos.  Hashatan  ilustrado  aquí  por  Gogue  ajuntará  os  ímpios  ressuscitados-povo  de  Magogue-para  tomar  a  terra renovada  de  seus  habitantes.  E  subirás...como  uma  tempestade,  far-tiás  como  uma  nuvem  para  cobrir  a  terra;  Tu-Satanás-e  muitos  povos  contigo...e  subiram   sobre  a  largura  da  terra; Ezekyahu=Ezequiel 38,9;  Hyzayon-Apocalpse  20,9.
Na  última  ressurreição  após  os  mil   anos,  todos  os  ímpios  ressuscitarão=Hyzayon=Apocalipse 20,5.  É  nesse  sentido  que  subirão   sobre a  largura  da  terra.  Pois  onde   houver  terra  haverá  mortos, e  onde  houver  mortos  haverá  ressucitandos  subindo   da  Terra.
  Hashatam=satanás  completamente  despido  de  seu  poder  que  perdeu  na  sua  queda  e durante  sua  ociosidade  no  milênio.  tentará enganá-los   para  os  liderar,  eles....o  contemplarão...e  dirão; é  este o  varão  que  fazia  tremer  os  reinos, e  que  fazia  estremecer  a  terra?  E  que  punha   o   mundo  como  um deserto,  e  assolava  as   cidades?  ...tu  também  adoecestes   como  nós, e  fostes  semelhantes  a  nós! Yashayahu=Isaías 14  10-17.
Esta  será  a última  batalha  do  princípio  das  trevas, contra  o  princepe  da  vida e seu  povo   eleito.  O grande  enganador  da humanidade  estará  comandando  o  seu  exercito  visivelmente;  Já  que  o seu  poder  de  agir  invisível  aos  olhos  dos  homens.  Acaba ou  durante  a sua  nefasta  vida  de ação  maligna, culminando  com  a  sua  prisão  durante  os  mil   anos.  Alí  hashatam-satanas  pela  última vez  como um  general  derrotado. Na sua   última  batalha  no  intuito  de  levar  seus  súditos  a tomar  a  Terra  renovada  de  seus  novos  habitantes=os  santos; Tentará o  que será  sua última  façanha. As      Escrituras  declaram  que...eles  cercaram  o  arraial  dos   santos...a  fim  de  tomar  o  despojo arrebatar  a presa, e tornar  a tua  mão  contra  as  terras  desertas-durante  o  milênio-e  que  agora  se  habitam,   e  contra o  povo-santo-que  se  ajuntou dentre  as  nações...mas  desceu  fogo  do  céu  e os  consumiu...como  o foi  em  sodoma  e gomorra; Hyzayon=Apocalipse 20,7-9.  e Ezekyahu=Ezequiel  38,12.  O  tempo  de  vida  dos  pecadores  entre a  sua ressurreição, e a segunda  morte no fogo que  descerá do  céu;  o  que  será    a segunda  morte... será  de 100  anos Yahshahu=Isaias 65,20. e Hyzayon=Apocalipse 20. Tempo  esse em  que  os ímpios  estarão  passando em revisão  seus  pecados  e  males,  feitos  durante  suas vidas  de   rebeldia  contra  o  Eterno  Yahweh e a  sua  palavra....sofrendo  a vergonha  e o  desprezo  eterno.  Danyau=Daniel  12,2.
Terá chegado  então  ao fim o reino  do  mal,  já  que tanto satanás  a raiz  do pecado, como seus  seguidores os ramos;  Serão consumidos  pelo  fogo  de  Yahweh e se  tornarão  em  cinzas...Porque  eis  que aquele dia   vem ardendo  como forno...todos  os  que  cometem  impiedade,  serão  como  palha  e o dia  que está para  vir  os abrasará;  diz  Yahweh Tiz´vaot=senhor  dos  exércitos;  de  sorte  que  lhes  não  deixará  nem  raiz  nem ramos; Malaquias 4;
Quanto  aos  ímpios  serem  destruídos  para  sempre  se  tornando  em  cinzas;  As  Escrituras  afirmam...E  aquele  que  não  foi  achado  escrito no  livro  da  vida,  foi  lançado   no  lago de  fogo...o que  é a segunda  morte. Isto  porque...os  inimigos de   Yahveh  serão  como a  gordura dos  carneiros...no fogo...desaparecerão, e em fumaça  se desfarão...pois...o  fogo os  consumirá e se  farão  em  cinzas...porque...o  forte se  tornará  em  estopa,  e a sua  obra  em  faísca; e  ambos arderão  juntamente,  e não  haverá  quem  os  apague;Mal,4,1-4.  Salmos  37,20;  e 21,9.  Obadias  16. Yahshayahu 1,28,31.  Hyzayon=Apocalipse 20,9. E  a respeito  de satanás e seus  anjos serem  destruídos  para  sempre, diz  a palavra profética  do  Eterno...Eu  pois, fiz  sair  do  meio  de  ti  um  fogo  que  ti consumiu  a ti, e te  tornei  em  cinzas  Ezekyahu=Ezequiel, cap-28,18.
 E  isto  no  fogo preparado  para  o Diabo e seus anjos. mattytiahu=mateus 25,41.  Portanto A  Palavra  de  Yahveh  o Eterno é  muito  clara  em afirmar,  que  o Diabo  seus anjos  e os ímpios  serão  destruídos  para  sempre   no fogo eterno,  e se  tornarão  em  cinzas.  Porem,  os  santos redimidos na  sangue do  Cordeiro  Yahshuah haMashyah...herdarão  a terra  renovada e  habitarão  nela para sempre;  Salmos 37,9,29. E mattytiahu=Mateus  5,5. hallelu Yah...


ressurreição dos justos
"a  ressurreição  dos  justos"

Essa teoria  do  arrebatamento  foi  criado  por John  Derby  mais  um   cristão  maluco entre   tantos!  No meio  dos chamados  irmãos  unidos  no  final  do  século  18  e inicio  do  seculo19.


Arrebatamento é um conceito que está presente em algumas interpretações da escatologia cristã, inclusive o dispensacionalismo, criadas a partir do século XIX, cujo pontapé inicial foi dado pelo ministro anglicano John Nelson Darby.wikipedia
Ela  é tão real  como  a  estória  do  quadro  do   louco  no  asilo;  calma!!!  vou  explicar  direitinho  pra  não   ficar  nenhuma  duvida  ok?  È  o  seguinte,  um  louco  no  asilo  pediu  uma  tela  grande  ao  guarda  para  pintar  nela,um  quadro  da passagem  de Moisés  e  o  povo  de Ysrael  no  mar  vermelho...  o  guarda  comovido  com  o  pedido  trouxe  certo  dia uma  tela  branca  bem  grande,  tinta  e  pincel. E  os  entregou  ao  louco...o  louco saiu  a mil  e voltou  dentro  de  5 minutos  dizendo  para  o  guarda,  vem  ver  o  quadro  que pintei?  o  guarda  perguntou-lhe  já? ele  respondeu  sim!
quando  o guarda  chegou  no  pátio  do asilo  o  louco  havia  pregado   a  tela  branca no  muro do asilo  sem  nenhum  sinal de tinta.  O  guarda  perguntou,  cadê  o  mar vermelho?  O  louco  responde, fugiu  com  o  toque  da  vara  de  Moisés.  E  os  Ysraelitas  onde  estão?  o  louco  volta  responder;  eles  já  passaram! Aí  o  guarda
diz ao louco,  não  estou vendo os  egípcios?  O  louco  meio  sem  jeito  volta  a  responder;  Bem!  os egípcios ainda  não  chegaram.
O  difícil   foi  convencer  o  louco  que  o  quadro  só  existia  na mente  dele!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Ivonil  ferreira  de  carvalho..........jatai...go...literaturas  vitorias  de um princepe.