sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

OS 144 thousand were sealed

OS 144 thousand were sealed

I saw an angel coming up from the east, having the seal of the living Helohim; He cried ... ... do not damage nor the earth, neither the sea, nor the trees, till we have sealed the servants of our Helohim "Yahweh" in the forehead! Hear how many had been sealed = 144 thousand of all the tribes of Yashorul (Israel).
Of the tribe of Judah, 12,000 were sealed.
Ruven the tribe, 12,000.

the tribe of Gad, 12,000.
the Asher tribe 12mil.
the tribe of Naphtali, 12,000.
M'nasheh the tribe, 12,000.
the tribe of Shimon, 12,000.
the Levi tribe, 12,000.
Yissakhar the tribe, 12,000.
Z'vulun the tribe, 12,000.
of Joseph's tribe, 12,000.
the tribe of Benjamin, 12,000.
Hyzayon = 7.1 to 8 Revelation.
It is important to note that the angel in charge said clear ... until we act sealed the servants (all-Jews and Gentiles who believe in mashyah) of our Adonai Yahweh = = Yarrueh.
Remember that the people of Yashorul (Israel) described here, is the people of the promise, of the seed of Abraham (Abraham) the spiritual Yashorul, not the nation Israel; For following logo appears ... a great multitude ... from every nation, tribe and tongue ... people wearing white robes ... vrs 9. The large crowd is not a separate people of the 12 tribes, and yes, the arithmetical result of 12 tribes times 12,000 sealed; 12X12000 = 144000; which appears in Chapter 14 sealed with the name "Yahweh Yahshuah = = = Salvation the name of the Father and of the Son ... Since the promises were made to Abraham and his descendants that is the Messiah:. Galatians 3:16 . Therefore, the 12 tribes are sealed spiritual Yashorul, starting with Judah (Judah) as the firstborn instead of R'uvem;. and that in the genealogy of Judah Yahshuah appears as the first-born and not Rubem confirming be the spiritual Yashorul Shaul (Paul) wrote ... the Yahudi (Jewish) of truth ... is ... just not outwardly Jewish ... but ... who is one inwardly ... in the spirit ... in other words, the physical descendants are not "B'nai Yahweh = children of Yahweh; but the promessa..são of children counted as descendants of Abraham; Romans 9: 6-9. And therefore sealed with the seal of the promise through ... the knowledge and obedience to Yahweh ... and faith = testimony ... in Yahshuah HaMashiach .; Hyzayon = Revelation 12.17; and 14.12. Because ... his commandment is "Chai olam = eternal life; Yachonam 12.50.
This ... there is neither Jew nor Gentile ... the Messiah of both peoples ... Jews ... ... did Gentiles a people just ... creating in himself of twain one new man ... .. .israelita spirit = the promise ... for you are all one in the Messiah, and if ye be Yahshuah, then are ye Abraham's seed, and heirs according to the promise; Romans 10.11 to 18.
Therefore, both the sealed Chapter 7 as the 14 Hyzayon = Revelation, belong to the same people, are not separate groups. The 144,000 were seen with the Lamb on Mount Zion = Tzyon. Zion means abode of Helohim, lot's kingdom symbol; hence Mount Zion be the kingdom of the Messiah, the stone Danyah Chapter 2 already referred. It is concluded that Mount Zion is the Kehilah the Messiah, the lot = kingdom, which filled the whole earth, forming the great multitude from every nation, tribe and tongue and people, seen in chapter 14. What form the New Yahshalaym = City Santa.
Let's see; The measure of the Holy City is 12 thousand furlongs times 12 thousand stadia; 12000X12000 = 144000. What is a symbolism of the 12 tribes of Yashorul times the 12 Apostles of the Lamb, plus the number 1000 (idea of crowd) add 12X12 = 144000. Interesting, no?
The number of measure of the Holy City of the wall is 144 cubits, adding to them (thousand idea of crowd) gives the same
number of 144,000.
  The 144,000 stood before the throne ... Of all mankind they were the ones that had been bought by Yahshauh ... Rev-14.3.
The 144,000 ... ... are the servants of our Helohim sealed on the forehead; Revelation Hyzayon = 7.3; D'varim (Deut-) 6,7,8. Ezekiel 9.3 to 5 ... and has written in his forehead, the name of the Lamb and his Father "Yahshuah = + Salvation Yahweh. Speak of all the saints, as everyone who calls on the name" Yahshuah "will be saved ; Invoking the name "Yahshuah" means to know and memorize it, have it always focused on our mind.
The ... 144,000 were redeemed from the earth; the sacred writings say ... Yahshuah redeemed as his own blood ... shopping for Helohim his father, out of every tribe and language and people and nation. Acts 20:28. Revelation Hyzayon = 5,9,10.
The 144,000 ... are the ones who have not defiled with women for they are virgins; Vrs4. Does not speak of sexual contamination; since the marriage between man and woman is a divine institution, and blessed by the Creator ... unite man to his wife and the two shall become one flesh ... The Apostle Shaul confirms ... venerated among you ... the saints ... is the marriage, and the bed undefiled ... sex ...; Mattytiahu (Matthew) 19,5,6. and Hebrews, 13.4.
Speaks here of the saints who were not defiled with the doctrines of Babylon Whores mother daughters; and left ... victory over the beast, (mother Babylon) and his image, (the mother of daughters) and over his mark, and the number of its name; Revelation Hyzayon = 15.2;
Here, the saints, the holy city, and 144,000, representing one people; the Yashorul (Israel) of the promise that conpôem New Yahshalaym.
The 144,000 are also ... those who follow the Lamb wherever he goes; vrs 4. The Messiah said ... if any man serve me follow me; and where I am, my servant also will be ... and yet ... Father who gave me all the saints ... ... I want you where I am, they also may be with me to see my glory; Yachonam 12.26; and 17.24.
The 144,000 redeemed from the earth,,, are the first fruits of Yahshorul (spiritual Israel) ... Yarmiahu, (Jeremiah) 2.3; Y'a kov (James) 1.18. Hzayon = 14.4 and Revelation.
  The 144,000 are those ... in their mouth was found no guile (lie), are irrepriensiveis; vrs 5. Yahweh says,,, any misleading or ... liar ... dwell in my house = Yahshlaym Celeste; And will only be members of the Holy City, who are ... irrepriensiveis to the parousia of the Messiah; Tehillim 101,7,8; 1 Thess,, 5.23; 1 Corinthians, 1.18 .. and refs. remember that The Holy City, was seen descending like a bride adorned for her husband; vrs 2. In this conclusive point, the Holy City = Kehilah the Messiah was already the wife of the Lamb; Fulfill what Yahweh says about it by the mouth of his prophet ... No one will be called henceforth helpless ... but you shall be called ... married; because Yahweh delights in you ... and you will be married ... as a young man marries a virgin ... and rejoice with the bride ... so your Helohim rejoice over you; Yahshayahu (Isaiah) 62: 3-5;
The signal that the servants of the Lamb and his father, receive in Chapter 7 Hyzayon = Revelation; means to receive and store the word of the Eternal as it is written ... these words = 10 commandments, which I command thee ..., will be a sign on your hand, and they shall be as frontlets between your eyes ... brand with. ..this sign ... the foreheads of the men that sigh and that cry for all the abominations that are done in it (Babylon and daughters); D'varim (Deut-) from 6.6 to 8. Sh'mot (Exodus) 13,9-16.e Ezequyahu (Ezekiel) from 9.2 to 5;
And in chapter 14 says ... were with the Lamb 144,000 who had written on their foreheads ... the name of the Lamb and his father. In chapter 7 the people were being sealed with the seal of the Eternal, through his Holy Word; In chapter 14, the people were already sealed with the name of the Lamb and his Father. As the Lamb's name is Yahshuah, and means "Yahweh + Salvation. All Yahshorul (israel) of promise, the children of Abraham by faith in . Moshiach who believe in the name of "Yahshuah" begotten of Yahweh;. receives on their foreheads (minds) this seal Compounding the Holy City Yahshalaym = the 144,000 sealed.
Jatai-go year 1989.

Literature victories d and Princepe

ivonil fereira de Carvalho

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Ano Novo Astronômico e Escriturístico!

Ano Novo Astronômico e Escriturístico!

O que é um ano, e quando ele começa?

A grande maioria das pessoas dirão:

- É 365 dias e começa em Janeiro. 

Passamos a vida absorvendo determinadas informações e alguns de nós jamais vai descobrir que nossas mentes estão formatadas e manipuladas por falta de informação!

A Escritura afirma que o ano começa no mês de Abibe.

E יהוה falou a Moshe e Aharon na terra de Mitzrayim, dizendo,  Este mês será para vós o começo dos meses: vos será o primeiro mês do ano.Êxodo 12: 1 e 2

Que mês é este?
SHEMOTH – ÊXODO 13: 4 -  Neste dia vós sais no mês de Aviv.... (ou Abibe)

Ano astronômico!

Na realidade, o ano é puramente astronômico! Está lindamente no movimento de translação,... sendo assim o ano está no céu no sistema solar! ok? E somente o dono do tempo pode dizer onde é o início deste movimento de 360º em torno do sol.


O sol foi posto no céu no seu exato lugar de um quarto dia, no quarto dia da criação para marcar os anos e dias e não somente o sol mas a lua e as estrelas tem seu papel para isso... Mas especificamente DOIS grandes luzeiros foram criados e colocados em sua perfeita órbita para marcar o tempo e os moadim  (festas fixas, tempos sagrados quando os astros estão posicionados em pontos marcados no céu.

A cada ciclo de translação tudo o que está sobre a terra sofre mutações genéticas, sociais, culturais e espirituais!

Se você está lendo este artigo, cada célula do seu corpo está envolvida neste movimento extraordinário, quer isto seja uma informação consciente ou não, independe de sua vontade as mutações são sofridas e sentidas!


A definição do calendário confirma:


Calendário é um sistema para contagem e agrupamento de dias que visa atender, principalmente, às necessidades civis e religiosas de uma cultura. A palavra deriva do latim calendarium ou livro de registro, que por sua vez derivou de calendae, que indicava o primeiro dia de um mês romano. As unidades principais de agrupamento são o mês e o ano.
UFMG. Calendários




Início do ano é Espiritual!


O início do ano é um fenômeno natural e espiritual. Primeiramente porque está ligado a uma Festa Fixa (moadim  - "As Primícias"!

Não havia como separar o início do ano  do movimento Equinócio, da Primavera (no hemisfério norte) dos grãos que começavam a amadurecer.. da primeira lua nova, e da Festa fixa de sete dias de pães ázimos...Início de ano é um processo da natureza que se renova, visível e naturalmente....


A celebração da festa de Pessach (Páscoa) foi designada pelo ETERNO:
“No mês primeiro, no décimo quarto dia do mês, entre o pôr do sol e as trevas completas, é pessach [páscoa] para YHWH.” (Vayikrá/Levítico 23:5).

Esta festa celebra a redenção da escravidão de Israel no Egito (Shemot/Êxodo 12), sendo comemorada no 14º dia do primeiro mês. Vale destaca que, nada disso está relacionando com o primeiro mês romano (janeiro). E mais: a páscoa cristã (católica e evangélica) não é celebrada no dia determinado pelo ETERNO e, por isso, nada tem que ver com a verdadeira festa  designada nas Escrituras.

A terra em sua rotação de 24 h, (dia) em sua órbita elíptica ao redor do sol,  inclinada a 23.5º entre o plano do equador e o plano orbital, transita marcando as estações do ano, em seus equinócios e solstícios estão lindamente marcados os moadim do Eterno!

São festas fixas, assim como são fixos os movimentos celestes!

As luas novas marcam o início de cada mês! E as quatro fases da lua marca metodicamente as semanas!

Nos princípios dos vossos meses...na lua nova de cada mês, por todos os meses do ano. Números 28: 11 a 14.






O início do ano é Astronômico!



Podemos afirmar que o ano nunca se inicia sem a passagem do Equinócio. Gosto de pensar no Equinócio como um marco no sistema de translação que marca o primeiro e o sétimo mês (os dois meses de festas fixas)! É mais um fenômeno natural visível no tempo, que ao acontecer, a natureza se transforma, se reveste de novas cores e sabores além de ser perfeitamente visível. 

Neste dia (dia do Equinócio),  o sol nasce exatamente no leste e se põe exatamente no oeste, percorrendo a "linha do Equador do céu" ficando paralelo com a "linha do Equador terrestre". O dia tem exatas 12 horas e a noite consequentemente também tem exatas 12 horas, o planeta muda de estação nos dois hemisférios!

Então podemos afirmar que o início do ano está na primeira Lua Nova (primeira crescente)depois do Equinócio! O que se dá entre os meses de Março/Abril.

É plano do inimigo que as pessoas desconheçam estas verdades e nem levante os olhos pro céu, quer que as pessoas vivam dependente de luzes artificiais, em ambientes artificiais e que pautem suas vidas por um calendário feito por um Papa. 


A "Igreja Católica também definiu todas as mudanças que deveriam ser introduzidas no calendário até o fim do mundo de maneira a harmonizar a atividade dos homens com o movimento da Terra, do Sol, da Lua e das estrelas...
A linha de granito (na Praça de São Pedro) que funciona como meridiano começa na fonte central da praça (em cujo centro está o obelisco) e vai na direção da janela do Papa, como a significar que o mundo deve acertar os ponteiros com o sucessor de Pedro."
 Padre Francisco Rebelo, sacerdote católico do Instituto Missionário Pia Sociedade de São Paulo (Paulus Editora) e representante da Igreja Católica na supervisão dos textos do Calendário Interreligioso Celebração do Tempo




O ano começando em Janeiro além de não ter
 absolutamente nada de Escriturístico e muito menos 
científico, ainda é uma adoração velada a Jano o deus de 2 faces.
Mas por que a mudança? Júlio César, que aos 
dezessete anos de idade, foi nomeado sacerdote
de Júpiter, queria que Jano fosse honrado, 
festejado como o primeiro mês, pois o deus Jano
era representado por duas faces, uma virada para
a frente outra para traz, uma olhado o futuro, a 
outra o passado, assim marcaria a passagem de
um ano para outro. Jano era tido como o deus 
que abre e fecha, Jano Clusius "aquele que fecha” 
Jano Patulcius "aquele que abre", e assim 
fecharia o ano velho e abriria o ano novo. 
A festa dessa passagem de ano de dezembro para 
 janeiro seria uma honra a Jano, uma consagração, uma adoração a ele. Em 46 a.C. Júlio César 
assinou o decreto estabelecendo a passagem do dia 30 de dezembro para o dia 1 de janeiro, 
como data para a mudança de calendário. Júlio César também re-nomeou o mês Quintilis com o 
nome de Julius, numa homenagem a si mesmo, pois ele fazia aniversário no dia 12
 desse mês 
(o mês de Julho).




Foi abandonado o formato luni-solar do
 calendário romano se  fixando para um
 calendário predominantemente solar,
 a quantidade dos dias dos meses foi
 arrumada numa sequência de   31, 30, 31,
 30... de Januarius  a December,
exceto Februarius, que  ficou   com 29 dias
 e que, a cada três   anos, teria  30 dias, pois
 um dia extra deveria  ser  incluído após o dia
 24 dia de Februarius 6 dias antes do 1º dia
 (Kalenda) do  mês de Martius (Março) "ante die sextumkalenda martius",  como este dia era contado duas vezes passou a ser chamado de "bis sextusante kalenda martius" , resumidamente bissextus, em português denominado bissexto. E foi excluído o mês intercalar Mercedonius de 22 e 23 dias que era incluído a cada dois anos.



“O ano juliano era 11 minutos e 14 segundos maior do que o ano solar. Essa diferença se acumulou até que, por volta de 1582, o equinócio da primavera (ver Eclíptica) aconteceu dez dias antes e as festas da Igreja não foram realizadas nas estações apropriadas. Por isto, o papa Gregório XIII promulgou um decreto eliminando 10 dias do calendário. Para prevenir novos deslocamentos, instituiu um calendário, conhecido como gregoriano, estabelecendo que os anos centenários  divisíveis por 400 deveriam ser bissextos e que todos os demais anos
centenários deveriam ser normais. O calendário gregoriano foi sendo adotado lentamente em toda a Europa. Hoje é válido em quase todo o mundo ocidental e em partes da Ásia.” ENCICLOPÉDIA MIRADOR INTERNACIONAL. Vol. 5. São Paulo – SP, Encyclopedia Britannica do Brasil Publicações Ltda. 1979. p. 1924 )

O calendário gregoriano é deslocado do movimento dos dois luzeiros colocados no céu na criação do princípio! Só atentando às Escrituras poderemos festejar os moadim de YHWH, recebendo todos os benefícios das bençãos do próprio tempo. Afinal Ele é o Criador do Tempo!



Diná Soares..ivonil ferreira de carvalho

O que é um ano, e quando ele começa?

A grande maioria das pessoas dirão:

- É 365 dias e começa em Janeiro. 

Passamos a vida absorvendo determinadas informações e alguns de nós jamais vai descobrir que nossas mentes estão formatadas e manipuladas por falta de informação!

A Escritura afirma que o ano começa no mês de Abibe.

E יהוה falou a Moshe e Aharon na terra de Mitzrayim, dizendo,  Este mês será para vós o começo dos meses: vos será o primeiro mês do ano.Êxodo 12: 1 e 2

Que mês é este?
SHEMOTH – ÊXODO 13: 4 -  Neste dia vós sais no mês de Aviv.... (ou Abibe)

Ano astronômico!

Na realidade, o ano é puramente astronômico! Está lindamente no movimento de translação,... sendo assim o ano está no céu no sistema solar! ok? E somente o dono do tempo pode dizer onde é o início deste movimento de 360º em torno do sol.


O sol foi posto no céu no seu exato lugar de um quarto dia, no quarto dia da criação para marcar os anos e dias e não somente o sol mas a lua e as estrelas tem seu papel para isso... Mas especificamente DOIS grandes luzeiros foram criados e colocados em sua perfeita órbita para marcar o tempo e os moadim  (festas fixas, tempos sagrados quando os astros estão posicionados em pontos marcados no céu.

A cada ciclo de translação tudo o que está sobre a terra sofre mutações genéticas, sociais, culturais e espirituais!

Se você está lendo este artigo, cada célula do seu corpo está envolvida neste movimento extraordinário, quer isto seja uma informação consciente ou não, independe de sua vontade as mutações são sofridas e sentidas!


A definição do calendário confirma:


Calendário é um sistema para contagem e agrupamento de dias que visa atender, principalmente, às necessidades civis e religiosas de uma cultura. A palavra deriva do latim calendarium ou livro de registro, que por sua vez derivou de calendae, que indicava o primeiro dia de um mês romano. As unidades principais de agrupamento são o mês e o ano.
UFMG. Calendários




Início do ano é Espiritual!


O início do ano é um fenômeno natural e espiritual. Primeiramente porque está ligado a uma Festa Fixa (moadim  - "As Primícias"!

Não havia como separar o início do ano  do movimento Equinócio, da Primavera (no hemisfério norte) dos grãos que começavam a amadurecer.. da primeira lua nova, e da Festa fixa de sete dias de pães ázimos...Início de ano é um processo da natureza que se renova, visível e naturalmente....


A celebração da festa de Pessach (Páscoa) foi designada pelo ETERNO:
“No mês primeiro, no décimo quarto dia do mês, entre o pôr do sol e as trevas completas, é pessach [páscoa] para YHWH.” (Vayikrá/Levítico 23:5).

Esta festa celebra a redenção da escravidão de Israel no Egito (Shemot/Êxodo 12), sendo comemorada no 14º dia do primeiro mês. Vale destaca que, nada disso está relacionando com o primeiro mês romano (janeiro). E mais: a páscoa cristã (católica e evangélica) não é celebrada no dia determinado pelo ETERNO e, por isso, nada tem que ver com a verdadeira festa  designada nas Escrituras.

A terra em sua rotação de 24 h, (dia) em sua órbita elíptica ao redor do sol,  inclinada a 23.5º entre o plano do equador e o plano orbital, transita marcando as estações do ano, em seus equinócios e solstícios estão lindamente marcados os moadim do Eterno!

São festas fixas, assim como são fixos os movimentos celestes!

As luas novas marcam o início de cada mês! E as quatro fases da lua marca metodicamente as semanas!

Nos princípios dos vossos meses...na lua nova de cada mês, por todos os meses do ano. Números 28: 11 a 14.






O início do ano é Astronômico!



Podemos afirmar que o ano nunca se inicia sem a passagem do Equinócio. Gosto de pensar no Equinócio como um marco no sistema de translação que marca o primeiro e o sétimo mês (os dois meses de festas fixas)! É mais um fenômeno natural visível no tempo, que ao acontecer, a natureza se transforma, se reveste de novas cores e sabores além de ser perfeitamente visível. 

Neste dia (dia do Equinócio),  o sol nasce exatamente no leste e se põe exatamente no oeste, percorrendo a "linha do Equador do céu" ficando paralelo com a "linha do Equador terrestre". O dia tem exatas 12 horas e a noite consequentemente também tem exatas 12 horas, o planeta muda de estação nos dois hemisférios!

Então podemos afirmar que o início do ano está na primeira Lua Nova (primeira crescente)depois do Equinócio! O que se dá entre os meses de Março/Abril.

É plano do inimigo que as pessoas desconheçam estas verdades e nem levante os olhos pro céu, quer que as pessoas vivam dependente de luzes artificiais, em ambientes artificiais e que pautem suas vidas por um calendário feito por um Papa. 


A "Igreja Católica também definiu todas as mudanças que deveriam ser introduzidas no calendário até o fim do mundo de maneira a harmonizar a atividade dos homens com o movimento da Terra, do Sol, da Lua e das estrelas...
A linha de granito (na Praça de São Pedro) que funciona como meridiano começa na fonte central da praça (em cujo centro está o obelisco) e vai na direção da janela do Papa, como a significar que o mundo deve acertar os ponteiros com o sucessor de Pedro."
 Padre Francisco Rebelo, sacerdote católico do Instituto Missionário Pia Sociedade de São Paulo (Paulus Editora) e representante da Igreja Católica na supervisão dos textos do Calendário Interreligioso Celebração do Tempo




O ano começando em Janeiro além de não ter
 absolutamente nada de Escriturístico e muito menos 
científico, ainda é uma adoração velada a Jano o deus de 2 faces.
Mas por que a mudança? Júlio César, que aos 
dezessete anos de idade, foi nomeado sacerdote
de Júpiter, queria que Jano fosse honrado, 
festejado como o primeiro mês, pois o deus Jano
era representado por duas faces, uma virada para
a frente outra para traz, uma olhado o futuro, a 
outra o passado, assim marcaria a passagem de
um ano para outro. Jano era tido como o deus 
que abre e fecha, Jano Clusius "aquele que fecha” 
Jano Patulcius "aquele que abre", e assim 
fecharia o ano velho e abriria o ano novo. 
A festa dessa passagem de ano de dezembro para 
 janeiro seria uma honra a Jano, uma consagração, uma adoração a ele. Em 46 a.C. Júlio César 
assinou o decreto estabelecendo a passagem do dia 30 de dezembro para o dia 1 de janeiro, 
como data para a mudança de calendário. Júlio César também re-nomeou o mês Quintilis com o 
nome de Julius, numa homenagem a si mesmo, pois ele fazia aniversário no dia 12
 desse mês 
(o mês de Julho).




Foi abandonado o formato luni-solar do
 calendário romano se  fixando para um
 calendário predominantemente solar,
 a quantidade dos dias dos meses foi
 arrumada numa sequência de   31, 30, 31,
 30... de Januarius  a December,
exceto Februarius, que  ficou   com 29 dias
 e que, a cada três   anos, teria  30 dias, pois
 um dia extra deveria  ser  incluído após o dia
 24 dia de Februarius 6 dias antes do 1º dia
 (Kalenda) do  mês de Martius (Março) "ante die sextumkalenda martius",  como este dia era contado duas vezes passou a ser chamado de "bis sextusante kalenda martius" , resumidamente bissextus, em português denominado bissexto. E foi excluído o mês intercalar Mercedonius de 22 e 23 dias que era incluído a cada dois anos.



“O ano juliano era 11 minutos e 14 segundos maior do que o ano solar. Essa diferença se acumulou até que, por volta de 1582, o equinócio da primavera (ver Eclíptica) aconteceu dez dias antes e as festas da Igreja não foram realizadas nas estações apropriadas. Por isto, o papa Gregório XIII promulgou um decreto eliminando 10 dias do calendário. Para prevenir novos deslocamentos, instituiu um calendário, conhecido como gregoriano, estabelecendo que os anos centenários  divisíveis por 400 deveriam ser bissextos e que todos os demais anos
centenários deveriam ser normais. O calendário gregoriano foi sendo adotado lentamente em toda a Europa. Hoje é válido em quase todo o mundo ocidental e em partes da Ásia.” ENCICLOPÉDIA MIRADOR INTERNACIONAL. Vol. 5. São Paulo – SP, Encyclopedia Britannica do Brasil Publicações Ltda. 1979. p. 1924 )

O calendário gregoriano é deslocado do movimento dos dois luzeiros colocados no céu na criação do princípio! Só atentando às Escrituras poderemos festejar os moadim de YHWH, recebendo todos os benefícios das bençãos do próprio tempo. Afinal Ele é o Criador do Tempo!



Ivonil ferreira d e carvalho
Diná Soares

domingo, 14 de dezembro de 2014

Sincronia Biologia e Astronomia!

Sincronia Biologia e Astronomia! "Benefícios  do descanso no shabbah"


Ordem Harmonia e Ritmo

Nosso corpo é um todo perfeito de fases divisíveis incrivelmente indivisíveis, que desencadeiam saúde física, mental e espiritual. A vida é feita de ciclos de movimentos que se repetem e se renovam a cada instante, a cada minuto, a cada hora, cada tarde, cada noite, cada manhã... A cada dia, cada, semana, cada ano e cada conjunto de anos... É como uma música cheia de ritmo, harmonia e beleza!


O Criador por excelência é um matemático em sua essência! Onde a exatidão extasia as mentes dos estudantes, exatidão, perfeição e elegância numa criação organizada, revestida de uma simplicidade que encanta pela complexidade! Vemos um pulsar em toda a vida ao redor. Há ritmo, ciclos, e uma comunicação inteligente através de  sincronizadores que agem em todas as áreas como sociais, de trabalho e de caráter.

Há pessoas que vivem intensamente a vida física, cultuam seus corpos, e deixam de lado suas emoções, outras o fazem no sentido intelectual desprezando a importância do caráter, outros são fanáticos religiosos, sem fazer a conexão do corpo e emoções. Qualquer deficiência no sentido físico, mental e espiritual, sofreremos perdas e danos... No que se refere a sua (vida espiritual) as perdas poderão ser eternas, pois até a eternidade é um pulsar do Eterno onde há a plenitude de toda a vida.

Estou sendo repetitiva? Sim, é isso, o pulsar do coração, a pressão sanguínea, a respiração, as ondas do mar, como não dizer dos movimentos de translação, rotação da terra marcando os tempos, as eras... A lunação marcando as semanas e meses...

Vamos analisar apenas alguns deles, quando digo analisar é olhar superficialmente, porque tudo quanto vem das Mãos do Criador possui uma vastidão tão infinita quanto Ele próprio!

Tudo é como um Marca-passo   - Estrutura biológica capaz de gerar uma oscilação regular espontaneamente, como, por exemplo, os núcleos supraquiasmáticos e os marca-passos cardíacos.

A cronobiologia é uma “novidade” dentro da biologia, onde especialistas se aventuram em percorrer estes caminhos no estudo dos ritmos biológicos, seus movimentos oscilatórios, sua ligação com o ambiente externo, como estas informações são recebidas e transmitidas através de um mundo pulsante ao redor tudo para uma melhor abordagem da verdadeira natureza humana.
“Nos últimos anos, nós identificamos as bases anatômicas, neuroquímica, neuroendócrina e ritmos biológicos de genética molecular”. O sistema circadiano nos mamíferos é caracterizado por: um núcleo, relógio biológico (que é uma estrutura organizacional que permite estimar o tempo, ajustar o tempo de geofísica e priorizar a organização temporal do organismo)

Na mudança de período ocorre a Ortofase  que é o momento “correto” de um ritmo na qual se espera a ocorrência de determinado evento, está gravado nosso ser... então o corpo espera naturalmente as mudanças de ciclos e a acomodação a elas.  O que acontece quando este ritmo natural não é “obedecido”? Creio que vemos as consequências disso nos hospitais lotados, nas clínicas de tratamentos diversos, nos distúrbios emocionais e espirituais.

Relógio biológico onde Os organismos sofrem transformações ao longo do tempo seja ao longo de anos, um dia ou algumas horas e temos um relógio do tempo agindo em nossos genes.  

Este relógio biológico interage com o meio ambiente através de sincronizadores, que “fala” sobre as condições externas. “Quando a atualização dessas informações são processadas, o relógio é dividido internamente para dentro com osciladores periféricos, transmitindo essas informações, permitindo uma crono-adaptação da célula.”. Golombek D. La máquina del tiempo. En: Golombek D, compilador. Cronobiología humana ritmos y relojes biológicos en la salud y en la enfermedad. (1ª. Ed). Bs As (Argentina): Universidad Nacional de Quilmes, 2002.

Ritmo biológico  - Eventos biológico que se repete regularmente. Aparentemente há ritmos biológicos que não apresentam relações evidentes de sincronização com ciclos ambientais, como, por exemplo, o ritmo cardíaco.

Os benefícios:

Estes intervalos rítmicos são essenciais para a saúde, e completo desenvolvimento físico, mental, social e bem-estar espiritual.

1. Para a vida física: Durante as horas de descanso, as células do nosso corpo a eliminar substâncias residuais acumuladas nas horas de atividade, aumentar as defesas, feridas e outros danos ao corpo reparado e energia química é acumulada para o próximo período de trabalho.
2. Atividade mental: O pensamento, a memória, o julgamento e outras funções da mente melhoraram após o descanso regular.
3. Para os ciclos de vida espiritual de descanso, diariamente ou semanalmente, favorecem o desenvolvimento das funções superiores do ser humano, e sensibilidade espiritual e criatividade.

Vamos aos ciclos:
Ciclo circadiano:

Ritmo de atividade/repouso diário.

Temos um sistema fotorreceptor que podem modificar com a exposição ao ciclo de iluminação, identifica um ciclo de 24 h com 14h de claro e 10h de escuro- Ciclo REM/NREM -Diz-se dos fenômenos biológicos que tendem a acompanhar o ciclo caro/escuro.   O ciclo circadiano tem sido o mais estudado, seu sincronizador principal é luz, ciclos claro-escuro- com fibras nervosas que ligam neurônios da retina ao hipotálamo...
Descobriu-se que estas informações do influxo e refluxo são transmitidas utilizando os neurotransmissores, neuro-hormônios e outros mediadores.
 Cada órgão é afetado: ex.: No fígado mostraram variações circadianas significativas dos cito cromos...o tono do “simpático “é dominante na parte da manh㔓. mudanças nos horários e tempo de repouso e nos horários em que realizamos as refeições levam a desregulação hormonal, que por sua vez desregula os mecanismos de fome e saciedade, a temperatura corporal e o metabolismo dos alimentos, aumentando, assim, o risco para a obesidade.

Nos seres humanos, os ritmos circadianos são caracterizados pela ocorrência de processos bioquímicos, fisiológicos e comportamentais em intervalos regulares. Tais ritmos imprimem variações previsíveis, geneticamente determinadas (ritmicidade), são modulados por estímulos ambientais, como claro/escuro (movimento de rotação), atividade/repouso, jejum/alimentação, estação do ano (ciclo a cada três meses) e outras condições ambientais.  Resumidamente, nossas funções fisiológicas (secreções hormonais, temperatura do corpo, síntese de colesterol etc., são ritmicamente marcadas com os estímulos da natureza). Por exemplo, durante a madrugada a temperatura do nosso corpo diminui, mas nosso corpo só sabe que é “madrugada” pela informação do ciclo ambiental claro/escuro (movimento de rotação). Ou seja, é como se o sol fosse nosso grande relógio e existissem pequenos relógios nas nossas células e todos estivem sincronizados.

Dessa forma, existem horários fisiologicamente ideias para dormir, comer, realizar atividades físicas, estudar, etc. Por exemplo, os principais hormônios envolvidos no metabolismo dos alimentos têm seu pico de secreção entre oito e 12 horas, por isso realizar grandes refeições fora desse horário trará prejuízos à saúde.  Outro exemplo é o hormônio melatonina responsável pelo adormecer, sua secreção começa às 21h, tornando este horário ideal para dormirmos; e explica porque o sono realizado durante o dia não é reparador.

Os genes estão relacionados com a sincronização de ritmos circadianos pela luz! O gene Period 3 (Per3) faz parte do mecanismo de temporização dos mamíferos, a função deste gene,  ainda não está totalmente esclarecida. Em humanos, o gene Per3 possui um característica genética (polimorfismo) de repetição provavelmente associado com mecanismos homeostáticos e circadianos do sono e possui sensibilidade à luz. Danyella Silva Pereira, Flavia Cal Sabino e Guilherme Silva Umemura
Fotoperiodismo  - Capacidade  dos organismos de sincronizar seus ritmos com o ciclo claro/escuro ambiental, distinguindo dias longos/noites curtas de verão dos dias curtos/noites longas de inverno.  Nos ossos - Fotoperíodo esqueleto - Ciclo de claro/escuro no qual a fase clara é substituída por pulsos de luz no início e final da fase clara.
Glândula pineal  - Glândula situada no sistema nervoso central de vertebrados e que produz o hormônio melatonina,  que é um hormônio produzido pela glândula pineal que poderia funcionar como mecanismo de sinalização orgânica da fase escura do ciclo claro/escuro em vertebrados secretado na fase escura do ciclo claro/escuro.  
Fase fotoindutível  (Photoinductible phase) - Fase hipotética do relógio biológico que é fotossensível e que, coincidindo com a fase de claro ambiental, provoca supressão da dia pausa.  
Nas plantas:  “Apesar de a maior parte dos trabalhos em cronobiologia ser desenvolvida em animais, os ritmos biológicos foram inicialmente detectados em plantas e importantes descobertas cronobiológicas ocorreram no campo da biologia vegetal. Muitos conceitos centrais, hoje amplamente aplicados para diversos organismos, foram inicialmente identificados em plantas.” Ivan Santos Salles e Marcos Silveira Buckeridge - Cronobiologia vegetal: aspectos fisiológicos de um relógio verde.
Nos insetos: A maioria dos seres vivos apresenta um marca passo endógeno conhecido como relógio circadiano, responsável por gerar e coordenar oscilações rítmicas em sua fisiologia e comportamento comum período de aproximadamente 24 horas.

Ciclo Circaseptano – (Circaseptan)
O ciclo circaseptano, é um descanso que se repete a cada sete dias.




Alguns pesquisadores perguntam por que insetos e até algas microscópicas, que formam parte do fitoplâncton sabe medir ritmos semanais... Biólogos, ficam intrigados porque percebem o ciclo
semanal (circaseptano) presente em todos nos seres vivos.

Incrivelmente não percebem ou desconhecem os ciclos de sete dias das fases lunares afirmando que este descanso de um a cada sete dias não está relacionado com fenômenos astronômicos
A maioria dos especialistas diz que ciclo semanal circaceptano, não sofre nenhuma interferência externa de fenômenos astronómicos. 
 Será que estão certos? Dizem:  - Não existe uma resposta científica satisfatória, porque nenhum fenômeno físico é conhecido na natureza ou o cosmos para ser repetido a cada sete dias.

Mas há sim um fenômeno físico, astral que ocorre a cada sete dias, que tem a ver com o movimento d e lunação a cada 7 dias a partir da lua nova, nas fases quarto crescente (que ocorre 7 e meio depois da conjunção da lua, terra e sol),fase cheia onde podemos a olho nu ver o alinhamento terra, lua e sol, quarto minguante, e depois de exatos 7 dias mais um dia de descanso, logo após vemos o início de um nove ciclo, um novo mês, com a primeira aparição da primeira crescente da lua, que segundo as escrituras estes dias são dias de descanso, e o será pelas eras eternas ... Isaias 66 22 e 23.
Estas mudanças nas fases da lua trazem  visíveis implicações no término das gestações, no plantio, na colheita, nas mares, no comportamento do peixes,  no crescimento das unhas e cabelo, nível dos rios, corte da madeira. A taxa de mitose (divisão celular) no nosso corpo, também segue um ciclo de sete dias. Podemos afirmar que o ritmo de descanso biológico dos corpos de mamíferos, insetos e plantas...estão envolvidos, e respondem aos movimentos de rotação de translação e lunação!
Nos  últimos anos, foram  identificadas bases anatômicas, neuroquímica, neuroendócrinas e ritmos biológicos da genética molecular que além do descanso reparador diário (ciclo circadiano) o organismo  também descansa a cada sete dias, sendo que esta reparação ou reestruturação  celular ocorre num período de 16 horas que somada ao período de recuperação noturna totaliza um período de 24 horas de descanso!
Os sintomas de deficiência no descanso é sabida por todos: estresse, ansiedade, baixa de trabalho ou de desempenho intelectual, a falta de interesse no espiritual. Em casos graves pode ocorrer ambição e egoísmo.

Ciclo geofísico

Período gerado por fenômenos geofísicos, como o ciclo noite/dia gerado pela rotação da Terra em torno de seu eixo, o movimento de translação/ gerado pelo giro da Terra em torno do Sol, marcando o ano com suas estações,  Circalunar - Ritmo com período de  29 dias 12 horas num ritmo circamensal,  o ciclo das semanas assinalados pelas  fases da lua.

Temos também a Circamaré - Ritmo com período aproximado de 12h24min.


As Escrituras vão mais além e nos mostra outros ciclos mais longos...

Ano Sabático

E יהוה falou a Moshe no Har Sinai, dizendo,  Fala aos filhos de Yisrael, e dize-lhes: Quando vós entrardes na terra que Eu vos dou, então a terra guardará um Shabbat a יהוה .  Seis anos tu semearás teu campo, e seis anos tu podarás teu vinhedo, e recolherás o fruto dele; Mas no sétimo ano será um Shabbat-shabbaton para a terra, um Shabbat a יהוה nem tu semearás teu campo, nem podarás teu vinhedo. LEVÍTICO 25:1 a 4

Certamente que esta ordem do Dono do Tempo se obedecida traria inúmeros benefícios para a terra que muito provavelmente não precisaria desta quantidade de adubos e produtos químicos para que a cansada terra produza a cada ano incansavelmente...
As pragas seriam evitadas, e as benção do Criador seriam sentidas na recuperação da força da terra, devolvendo em benefícios de quantidade e qualidade dos alimentos, suprindo quaisquer perdas econômicas.

"Uma matéria publicada no How Stuff Works, relembrou estudos feitos na década de 50, onde pesquisadores descobriram que nosso corpo possui poder de rejuvenescimento celular, tendo 98% dos átomos que formam as moléculas celulares, substituídas anualmente.O que Frisen descobriu, é que as células do corpo são substituídas, em grande parte, de 7 a 10 anos, sucessivamente. Em outras palavras, as células velhas morrem na maior parte e são substituídos por novas durante este intervalo de tempo. O processo de renovação celular ocorre mais rapidamente em certas partes do corpo...."
http://www.jornalciencia.com/saude/corpo/4247-todas-as-celulas-do-corpo-humano-se-renovam-completamente-a-cada-7-anos-mito-ou-verdade
Ano Yovel(Jubileu)
E vós santificareis o quinquagésimo ano: e proclamareis liberdade ao longo de toda a terra a todos os seus habitantes: será um jubileu (yovel) a vós; e vós retornareis cada homem a sua possessão, e tu farás retornar cada homem à sua possessão-mishpacha.

Um yovel vos será no quinquagésimo ano: vós não semeareis; nem ceifareis aquilo que cresce por si mesmo nele, nem juntareis as uvas nele de vossa videira desnuda.
Porque este é o Jubileu- yovel;  será sagrado -kadosh a vós: comereis o crescimento do plantio fora de acampamento.
 
No ano desse jubileu - yovel vós retornareis cada homem à sua possessão.  E se tu venderes algum item a teu próximo, ou comprares da mão de teu próximo, não oprimirás um ao outro:  De acordo com o número de anos após o jubileu - yovel tu comprarás de teu próximo, e de acordo com o número de anos das safras ele venderá a ti:  De acordo com a multidão de anos tu aumentarás o preço dela, e de acordo com o redução de anos tu diminuirás o seu preço: pois de acordo com o número dos anos das safras do fruto ele vende a ti.  Vós não oprimais portanto, um ao outro; mas vós temereis vosso Elohim: porque Eu sou יהוה vosso Elohim.  Portanto, vós cumprireis Meus estatutos -chukim, e guardareis Meus juízos -mishpatim, e os cumprireis; e vós habitareis na terra em segurança.  E a terra renderá o seu fruto, e vós comereis de sua abastança, e habitareis ali em segurança.  E se vós disserdes: O que comeremos nós no sétimo ano? Eis que, nós não semearemos, nem ceifaremos nossa produção:  Então Eu ordenarei Minha benção -bracha sobre vós no sexto ano, e produzirá fruto durante três anos. 22 E vós semeareis no oitavo ano, e ainda comereis do fruto velho até o nono ano; até que os seus frutos entrem a vós, comereis do velho estoque. Levítico 25:10 a 22

Não sei se há algum movimento de translação em outra dimensão que marca os ciclos de 7 sete e de cinquenta 50 anos que podem ser comprovadas na astronomia, mas o que sei é que o ano jubileu  era extremamente esperado por aqueles pobres que venderam suas terras ou deram os seus filhos em trabalho pra pagamento de suas dívidas.

Sem dúvida a restauração da dignidade social e familiar era amplamente revigorada, com a volta ao lar, renovada as esperanças de novamente poder trabalhar no cultivo de suas próprias terras, e a segurança que as mesmas ficariam para sustento de sua prole.


Ano jubileu, ano de restauração espiritual, familiar, social e econômica!

Nota: Exatamente 49 semanas para reconstruir Jerusalém!


A terra  pertence à YHWH e a ninguém mais. Ele dá as ordens, devemos obedecê-la sem questionar se quisermos suas bênçãos Ele é o proprietário e pode concedê-la a quem Ele queira.

Ciclo da vida humana

E יהוה disse, Meu Ruach não se esforçará sempre com o homem, porque ele também é carne: ainda, seus dias serão cento e vinte anos. Gênesis 6:3
(continua)

Revisão:
Número de anos do Ciclo
Nome Dado
Equivalente
Astronômico
Período
Benefícios
Diário
Circadiano

Rotação
8 horas
Recuperação celular de cada órgão do corpo
A cada 7 dias
Circaseptano
Êxodo 20: 8 a 11
Fases da lua
16 horas + 8 h = 24 h dia/noite
Recuperação celular de cada órgão do corpo
Cada mês
Festas da lua
Ezequiel 46: 1 a 3
Lunação – lua nova
24 horas
Reunião familiar/ estimular a gratidão
Cada 6 meses
Festas Fixas de
YHWH
Lev. 23
Equinócios e Solstícios
7 dias de festa
Reunião social/ estimular vida no âmbito espiritual
Cada sétimo Mês
Festa Trombeta
Dia da Expiação
Festa cabanas

Lua Nova depois do Equinócio de Primavera no hemisfério norte
10 dias
Início e término do ano sabático e jubileu
Dia do Perdão
Confraternização
Cada 7 anos
Ano do Shabat
Lev. 25: 11e 12
Não sabemos se há algum equivalente astronômico
1 ano
Recuperação da terra
Cada 7 x 7 anos + 1
Ano Jubileu
Lev. 25: 10 e 11
Não sabemos se há algum equivalente astronômico
1 ano
Recuperação social e financeira
Cada 120 anos
Vida humana
Gên. 6: 3
-
1 vida
Fim da vida celular humana
A cada 6 mil anos
Apoc. 20

1 milênio
Um milênio de descanso20: 6

Para pesquisa  sobre Ciclos:

Golombek D. La máquina del tiempo. En: Golombek D, compilador. Cronobiología humana ritmos y relojes biológicos en la salud y en la enfermedad. (1ª. Ed). Bs As (Argentina): Universidad Nacional de Quilmes, 2002.
Smolensky M, Haus E. Circadian rhythms and clinical medicine with applications to hypertension. Amer J Hipertensión 2001; 14: 280-290.
Fernandes E, Cohelo D, Missel Correa J, Kumpinsky D. Alteraciones circadianas del Sistema cardiovascular. Rev Esp Cardiol 2000; 53: 117-122.
Reghunandanan V, Reghunandanan R. Neurotransmitters of the suprachiasmatic nuclei. J Circadian Rhythms. 2006; 4(2): 1-20.



Hoje em dia a neurosciência tem desenvolvido muitos métodos para estudar ritmos biológicos e relógios, incluindo programas sofisticados de computador e análise estatística para descobrir os componentes rítmicos das atividades orgânicas e comportamentais. Cada vez mais a cronobiologia está descobrindo como, quando e porque nosso cérebro e hormônios são modulados por ciclos naturais. Luiz Menna-Barreto, Professor Doutor. Departamento de Fisiologia e Biofísica ICB/USP. Grupo Multidisciplinar de Desenvolvimento e Ritmos Biológicos (GMDRB),- Instituto de Ciências Biomédicas Universidade de São Paulo




Ivonil ferreira de carvalho  
Diná Soares