segunda-feira, 28 de março de 2016

"CRISTO" - Unção grega.

"CRISTO" - Unção grega.

 "CRISTO" - CRISTÃO E CRISTIANISMO


Cristo, cristão  e cristianismo -  Cristo - palavra grega que nunca fez parte das Escrituras.

 Na Bíblia lemos :

E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãosAtos 11:26

Há um porém:
Foi a Igreja Católica quem compilou a Bíblia, definindo quais seriam os livros inspirados, que por sua vez entraram no Cânon Bíblico. Posteriormente, os demais grupos cristãos que surgiram também adotaram a Bíblia como Livro Sagrado.  Por volta de 1796, surge asSociedades Bíblicas Unidas,   com sede em Reading, Inglaterra, que está em todo o mundo em mais de 2500 das 6500 línguas que se falam em todo o mundo, e é onde provem a Sociedade Bíblica do Brasil.

Mas na Escritura hebraica o texto aparece assim:

E quando ele o achou, trouxe-o consigo para Antioquia. E sucedeu que, por um ano completo se
reuniram com a congregação de Yisrael, e ensinavam a muita gente. E os talmidim (discípulos) foram chamados Notsrim  (nazarenos) pela primeira vez em Antioquia.



Cristo é o termo usado em português para traduzir a palavra grega Χριστός (Khristós) que significa "Ungido".
 Cristo do grego, crestos “ungido” incontestavelmente traz em seu embrião histórico e linguístico provas que se tratam de uma unção solar – o dicionário mostra o “Cris” ou “criso” – significa eclipse do sol. Cristo do grego – crestos  - significa ungido do sol, ou pelos raios da Crista do sol.


 DICIONÁRIO GAMA:

CRISOL – s.m. (Ant.) – Eclipse do sol. Cris +sol (criso/cristo = raios do sol.
CRISMA – s.m. (Chisma) – Sacramento de confirmação, (mudança de nome)
CRISMAR – Acunhar, apelidar, cognominar-se. Nota. Todos os papas ao serem cremados por “CRIS, CRISO, CRESTA, CRESTOS, CRISTO” – muda imediatamente seus nomes, como no velho costume babilônico  -isto é chamado de CRISMAR.


MONOGRAMA DE CRISTO -  


São as primeiras letras do nome de Cristo em grego.

 O “X” pronuncia-se – quis   

O  “P” tem um som “R”




Formam as iniciais “CRIS”  de CRISTO -  que é um símbolo usado a séculos no “CRISTIANISMO”.


ALFA E ÔMEGA
Como um símbolo cristão, o Alfa eo Ômega representar a eterna natureza de Jesus Cristo. Alfa e Ômega são a primeira ea última letras do alfabeto grego. O símbolo lembra uma linha no Livro do Apocalipse: 
O Alfa eo Ômega são igualmente incluídos no nome IAO, um Greco-Romana rendition do hebraico tetragrammaton que também foi utilizado como um sagrado nome de Bacchus / Dionysus e como “Iao Sabaoth” representou o demiurgo gnóstico.
O “Livro de Símbolos “ pag. 33 mostra-nos que Cris (XP) é um monograma usado pelo clero romano para CRISTO. – foto
É impossível fazer uma separação da palavra Cristo e o Sol.



CRISTÃO  –  Adorador de  Cristo.

CRISTIANISMO - (do grego Xριστός, "Christós", messias) é uma religião centrada na vida e nos ensinamentos de Jesus  - A religião cristã tem três vertentes principais:


  •   Catolicismo Romano - subordinado ao bispo romano (papa).
  •   Ortodoxia Oriental  - se dividiu de Roma em 1054 após a Grande Cisma.
  •   Protestantismo - que surgiu durante a Reforma do sáculo XVI.

O protestantismo é dividido em grupos menores chamados de denominações.
Os cristãos acreditam que Jesus Cristo é o Filho de Deus.

Na Batalha da Ponte Mílvia teve lugar a 28 de outubro de 312d.C., entre os imperadores romanos Constantino e Magêncio.
A tradição sustenta que, ao anoitecer de 27 de outubro, quando os exércitos se preparavam para a batalha, Constantino teve uma visão quando olhava para o sol que se punha. As letras gregas XP (Chi - Rho, as primeiras duas letras de Χριστός, "Cristo") entrelaçadas com uma cruz apareceram-lhe enfeitando o sol, juntamente com a inscrição "In Hoc Signo Vinces" — latim para "Sob este signo vencerás". Constantino, que era pagão na altura (apesar de que provavelmente sua mãe fosse cristã), colocou o símbolo nos escudos dos seus soldados.

De fato, existem duas narrativas mais ou menos contemporâneas do episódio: Segundo o historiador Lactâncio, Constantino teria recebido num sonho a ordem de inscrever "o sinal celeste nos escudos dos seus soldados"1 - o que teria feito ordenando que fosse neles traçado um "estaurograma", uma cruz latina com sua extremidade superior arredondada em "P". Segundo Eusébio de Cesareia, o próprio Constantino teria lhe dito que, numa data incerta - e não necessariamente na véspera da batalha - teria tido, ao olhar para o sol, uma visão de uma cruz luminosa sobre a qual estaria escrito, em grego, "Εν Τουτω Νικα", ou, em latim, in hoc signo vinces - "com este sinal vencerás", e que, na noite seguinte, Cristo lhe teria explicado em sonho que esta frase deveria ser usada contra seus inimigos.

No dia seguinte, os dois exércitos confrontaram-se e Constantino saiu vitorioso Constantino entrou em Roma pouco depois, onde foi aclamado como o único Augusto ocidental. Ele teve creditada a vitória na ponte Mílvia à "Divindade" - ou a "uma Divindade" (na formulação deliberadamente ambígua escolhida pelo senado romano, simpatizante do paganismo, para ser colocada no seu arco do triunfo) e ordenou o fim de todas as perseguições aos cristãos nos seus domínios, um passo que ele já tinha tomado na Britânia, na Gália e Hispânia em 306. Com o imperador como patrono, o cristianismo, que já era muito difundido no império, explodiu em conversões e poder. http://pt.wikipedia.org/wiki/Batalha_da_Ponte_M%C3%ADlvia.

A VERDADE

O termo correto é no hebrtaico  מָשִׁיחַ (Māšîaḥ), transliterado para o português como MASHYAH.

MASHYAH -   Significa – UNGIDO DE YAHVEH.
YAHVEH  - Significa – o Eterno Criador – Soberano Aquele que existe por Si só.

“vê karáta et shemou yahshuah ki hu yoshah et amô me aonoteiêm"
Nome:
Yahshuah 

Títulos adjetivos:  
Mashyah (ungido), Salvador, Mestre, Rabi, Rosch, Menachem (consolador) 




" Eu vim em nome de meu Pai, e vós não me recebeis ; se outro vier em seu próprio nome , você vai recebê-lo. ?" João/ Yochanan 05:43 

 Ivonil F. Carvalho

sexta-feira, 18 de março de 2016

EQUINÓCIO E AS FESTAS FIXAS!











EQUINÓCIO E AS FESTAS FIXAS!

 Há dois Equinócio anuais. O primeiro sinaliza o primeiro mês Abibe, e o segundo o sétimo mês, Tisry do calendário das Escrituras. O equinócio neste ano de 2016, acontece dia  20 de Março de 2016 marca o início do outono no hemisfério sul, e a primavera no hemisfério norte.  
O equinócio é um fenômeno astronômico onde os dias têm a mesma duração que a noite, tanto no Hemisfério Norte quanto no Hemisfério Sul. É muito importante porque marca o início do ano na primeira lua nova depois da sua ocorrência. O mês de Abibie. Neste dia o sol nasce exatamente ao leste e se põe exatamente no oeste, passando sobre a linha (imaginária) do equador que neste dia passa pela linha imaginária do equatorial celeste. O período de promavera, eram apresentadas diante de Yahveh  os primeiros molhos da colheita. A cevada era o primeiro cereal a produzir na região, e nesta época começava amadurecer, este evento  nunca ocorre antes do Equinócio, ou seja na entrada da primavera, o molhe deste ceral era mivido pelo sacerdote diante do altar em reconhecimento de que todas as coisas eram dele e para Êle.antes desta cerimônia que ocorria no dia 16 de Abibe a colheita não era realizada. 


 A alegria da natureza despertava nos corações de Yahshorul ( Ysrael) , júbilo e gratidão para com o Doador de todos os bens. Cantavam-se os grandiosos salmos hebreus, exaltando a glória e majestade de Yahveh. Ao som da trombeta que dava os sinais, juntamente com a música dos címbalos, erguia-se o coro de ações de graças, avolumado por centenas de vozes: O período de outono marca, no calendário agrícola, a época de colheitas, quando os produtos cultivados já estão bastante desenvolvido e seus frutos começam a amadurecer no hemisfério sul, e no hemisfério norte o amadurecimento do grão. Este evento era essencial para que ocorresse a Festa das Primícias (Bikurim – dia 16 de Abibe). 



Desta forma, Abibe e Tysri, o primeiro e o sétimo mês,  estão sinalizados e confirmados pela ocorrência deste fenômeno astronômico, e consequentemente visível na agriculura. Visível no céu - o Equinócio que antecede a lua nova. Visível na terra - O amadurecimento do grão e dos frutos. O Equinócio também é o ponto crucial para se determinar os mês Intercalar ou Embolístico, como aconteceu este ano. Lemos nas Escrituras:  E Ulhim disse, Haja luzeiros no firmamento dos céus para separar o dia da noite; e que eles sejam por otot, para  moadim, e por dias, e anos; Gên. 1:14 Otot – significa sinal – e sinal sempre é visível. Moadim – significa – tempos designados, comemorações perpétuas de Yahveh Significa que os movimentos deste “luzeiros” sol e lua – que são para “sinais” dos tempos sagrados ( o shabat e as festas fixas) devem ser observados. O sol e a lua, está “assinalando” os shabat e os meses das Festas Fixas. “Assim diz Yahveh, que dá o sol para a luz do dia, e as leis fixas a lua e as estrelas...Se falharem estas leis diante de Mim, diz Yahveh, deixará a descendência de yashorul de ser uma nação diante de mim para sempre.” Jer. 31:35 e 36


“Os céus declaram a tiferet do Soberano, e a sua expansão mostra as obras de Suas mãos. ...Sem discurso, sem palavra, sem que sua voz seja ouvida, sua mensagem ecoa ao redor de toda a terra”..  Salmos 19: 1 e 3 Desta forma, podemos ver de forma perfeita e assombrosa, as datas dos shabat e das festas dias e meses marcados e sinalizados no céu!


Por  Ivonil F. Carvalho
Diná Soares